Negociação com clube japonês avança, e Botafogo debate valores para lucrar com Pedro Raul

Com muitas partes interessadas, o Botafogo tenta um acordo que seja lucrativo para negociar Pedro Raul. Em conversas com um clube japonês, a diretoria debate o formato do negócio para colocar ao menos parte da grana nos cofres de General Severiano.

A negociação é longa porque, além dos dois clubes e do jogador, ainda envolve o Vitória de Guimarães, de Portugal, dono de 30% dos direitos econômicos do atleta. Fora a dívida de praticamente R$ 10 milhões que o Botafogo vai contrair se continuar com o atacante.

Por isso, o clube tenta uma equação que dê saldo positivo para lucrar com a saída do artilheiro do time nessa temporada, o que vai demandar poder de convencimento com os japoneses e o próprio Pedro Raul.

Pedro Raul chegou nesta temporada ao Botafogo e marcou 12 gols em 39 jogos — Foto: Vitor Silva/Botafogo

As conversas ainda estão em curso, mas há expectativa para fechar o negócio na primeira quinzena de fevereiro. Clube e jogador também estão de olho na burocracia para fazer a transferência para o Japão, que colocou barreiras e aumentou o rigor para liberar vistos por causa da pandemia.

Alguns detalhes burocráticos ainda precisam ser resolvidos, como forma de pagamento do clube japonês, bem como qual parte fica com quanto do valor estipulado. A proposta ainda não está totalmente concretizada, mas houve avanço com relação há dois dias.

Artilheiro do Botafogo na temporada com 12 gols, Pedro Raul não interessa apenas aos japoneses. O centroavante também desperta atenção de outros clubes do exterior, bem como de um brasileiro.

Internamente, a negociação é vista como salvadora para livrar o Botafogo de uma cláusula de 1,5 milhão de euros no contrato com o atacante. Foi o que a antiga diretoria se comprometeu a pagar caso o atacante disputasse 60% dos jogos da temporada como titular, o que já aconteceu. Com o gatilho acionado, o clube alvinegro fica com 70% dos direitos econômicos e uma renovação de contrato de dois anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: