MPRJ denuncia acusado de matar o ator Jeff Machado por estupro e extorsão contra ex-namorado

O Ministério Público do Rio denunciou o ex-produtor Bruno de Souza Rodrigues, preso pela morte e ocultação do cadáver do ator Jeff Machado, pelos crimes de extorsão e estupro contra um ex-namorado.

Segundo a denúncia da 3ª Promotoria de Investigação Penal Especializada, o homem chegou a vender bens para pagar os valores exigidos, que somaram mais de R$ 623 mil, sem saber que o autor das extorsões era o próprio Bruno, com quem namorou por 15 anos e manteve uma relação de amizade.

A vítima disse ainda que pagou valores a Bruno diversas vezes para que fotos dela fazendo sexo com outros homens não fossem publicadas.

Nos relatos, o homem conta que recebeu a primeira mensagem em 2021, de um telefone desconhecido, dizendo que ele deveria “ser obediente para que sua família não sofresse consequências”. A mensagem veio com uma imagem anexada do ex-namorado de Bruno tendo relações sexuais com outros homens.

Ele diz que procurou Bruno, que o aconselhou a pagar o valor exigido para não ter as fotos reveladas.

Estupro

Tempos depois, uma mensagem do mesmo telefone desconhecido dizia para que a vítima recebesse alguns homens em sua residência.

Ao consultar o ex, ele lhe disse novamente para fazer o que o desconhecido exigiu. Segundo a denúncia, Bruno esteve no local para filmar o momento em que as relações sexuais com os cinco homens aconteceram.

Em maio de 2021, um outro número desconhecido mandou mensagens exigindo dinheiro para que as fotos e vídeos não fossem divulgados. Do contrário, o conteúdo seria enviado para familiares e colegas da vítima, que trabalhava em uma escola.

Os crimes só foram descobertos após a investigação da morte do ator Jeff Machado. Os promotores descobriram que dois dos telefone que entraram em contato com a vítima de extorsão e estupro também foram usados por Bruno após a morte do ator. Bruno e Jeander Vinicius da Silva Braga, que tinha uma relação próxima com Jeff, são réus por este crime.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *