Morre sexta vítima de ataque de ex-jogador do New England Patriots

Phillip Adams pelo New York Jets — Foto: Al Pereira/New York Jets/Getty Images

Robert Shook, que trabalhava em manutenções de ar condicionado, inicialmente sobreviveu aos tiros disparados por Adams, mas teve sua morte confirmada por um médico legista. Além deleto ex-jogador assassinou o médico Robert Lesslie, de 70 anos, a esposa dele, Barbara Lesslie, 69, e dois netos dele, Adah, de 9, e Noah, de 5. Uma outra vítima foi James Lewis, de 38 anos, que estava nas imediações da casa do médico.

– Estamos todos de coração partido. Por favor, mantenha a família dele em suas orações hoje à noite e nos próximos dias, enquanto todos enfrentamos isso juntos – afirmou a empresa na qual Shook trabalhava, a GSM Services, em nota.

Robert Shook — Foto: Reprodução

Robert Shook — Foto: Reprodução

O ex-jogador teria sido tratado por Lesslie no ano passado. Os motivos do crime ainda estão sob investigação. De acordo com o porta-voz do gabinete do xerife do condado de York, Trent Faris, policiais e investigadores chegaram à casa do médico por volta das 16h45 na quarta e verificaram que os tiros foram dados com uma arma calibre .45.

Em entrevista ao jornal “USA Today”, a irmã de Adams, Lauren, afirmou que ele sofria de problemas mentais graves.

– A saúde mental dele se degradou rápida e terrivelmente. Houve um comportamento incomum. Eu não vou entrar em tudo isso (sintomas). Definitivamente, notamos sinais de doença mental extremamente preocupantes, como nunca havíamos visto antes – disse ela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: