Morre Philip Baker Hall, ator de ‘Boogie Nights’ e ‘O Show de Truman’, aos 90 anos

O ator americano Philip Baker Hall, que trabalhou em filmes como “O Show de Truman”, “A Hora do Rush” e “Boogie Nights”, morreu neste domingo aos 90 anos. Ele estava em sua casa no estado americano da Califórnia e morreu em decorrência de complicações de um enfisema, afirmou sua filha Anna Ruth Hall ao jornal The New York Times.

Outro trabalho no qual o ator de destacou foi sua participação na clássica série “Seinfled”. Em um episódio de 1991, ele fez o tenente Bookman, um detetive que trabalhava para a Biblioteca Pública de Nova York perseguindo multas atrasadas por uma cópia de “Trópico de Câncer”, de Henry Miller.

Ainda no domínio dos seriados, Hall trabalhou em “Modern Family” —em que interpretou vizinho mal-humorado Walter—, “Segura a Onda” —que, assim como “Seinfeld”, foi produzida por Larry David— e “West Wing: Nos Bastidores do Poder”.

Entre outros trabalhos marcantes, ele interpretou um detetive da CIA no filme vencedor do Oscar de Ben Affleck, “Argo”, e também teve papéis em “Dogville” de Lars von Trier, e “O Talenteoso Ripley”, de Anthony Minghella.

Em uma publicação de homenagem no Twitter, a conta oficial da série Seinfeld escreveu: “O grande Philip Baker Hall será para sempre lembrado pelos fãs de Seinfeld como o detetive durão da biblioteca, Mr. Bookman. Hall teve uma carreira longa e impressionante como um dos principais atores de Hollywood. Seu talento será valorizado”.

“Tenho um fascínio particular por atores de personagens, querendo transformá-los em atores principais”, afirmou ao jornal Los Angeles Times o diretor Paul Thomas Anderson, com quem Hall trabalhou em “Boggie Nights”, de 1997. “Eu vejo Philip Baker Hall e ele é apenas… um ator que eu amo. Não há mais ninguém com um rosto como aquele, ou uma voz como aquela.”

Com um longo relacionamento profissional e de amizade, Hall e Anderson também trabalharam juntos em “Magnolia” –filme de 1999 famoso por uma tempestade torrencial de sapos, em que Hall fez um apresentador de game show moribundo e mentalmente descontrolado— e “Jogada de Risco” —longa de 1996 protagonzado por Hall, que vive um jogador profissional aposentado tentando ajudar um jovem sem rumo.

“RIP [Descanse em paz] Philip Baker Hall. Um dos grandes. Foi um presente assistir você. Foi uma honra trabalhar com você em ‘Zodíaco’. Bondade, generosidade, humildade e grande talento”, escreveu o ator Mark Ruffalo, com quem Hall contracenou no filme de David Fincher lançado em 2007.

Nascido em 10 de setembro de 1931, no estado americano de Ohio, Hall foi tradutor e professor do Exército dos Estados Unidos antes de se tornar ator, o que só aconteceu quando ele tinha 30 anos.

Hall deixa esposa, quatro filhas, quatro netos e seu irmão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.