Morre o narrador Januário de Oliveira

Morreu o narrador esportivo Januário de Oliveira, de tanta história na televisão nas transmissões esportivas, principalmente dos times do Rio de Janeiro. Não se sabe ainda a causa da morte

Foi um radialista, locutor e narrador esportivo, começou na Radio Farroupilha, de Porto Alegre, Rádio Cultura de Bagé, e no Rio de Janeiro, atuou na Rádio Mauá AM, na Rádio Nacional AM, TVE-RJ (1982-1992) e TV Bandeirantes (1992-1997). Aposentou-se em 1998, quando começou a sofrer de diabetes e ficou cego de um olho. Ainda nesse mesmo ano, narrou algumas partidas da Copa do Mundo pela hoje extinta Rede Manchete.

Após a aposentadoria, viveu em Goiânia, e atualmente, vivia em Natal participando de um projeto que transmite jogos pela televisão e internet.

Januário foi responsável também por dar apelidos a muitos jogadores, entre eles o atacante Ézio como “Super Ézio”, o atacante Sávio como “Anjo Loiro da Gávea”, o atacante Túlio como “Tá, Té, Tí, Tó, Túlio…”, o atacante Valdir Bigode como “matador de São Januário”, o atacante Valdeir (ex-Botafogo) como “The Flash”, o atacante Charles (Bahia e Flamengo) como “Príncipe Charles”, o volante e lateral Charles (Flamengo) como “Charles Guerreiro”.

Narrou grandes gols históricos dos times do Rio de Janeiro, como o gol de barriga de Renato Gaúcho em 1995 pelo Fluminense, assim como o tri do Vasco em 92,93 e 94 e os títulos de Flamengo e Botafogo também nessa época.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: