fbpx

Morre Gerd Muller, lenda do futebol alemão e herói do bi mundial, aos 75 anos

O futebol alemão amanheceu de luto neste domingo. Gerd Muller, lenda da seleção e do Bayern de Munique, morrreu aos 75 anos, de causas não informadas.

A notícia foi confirmada pelo Bayern de Munique, clube pelo qual Gerd foi ídolo. O ex-jogador, que chegou a atuar como técnico e em outras funções nas categorias de base do clube alemão, sofria de Alzheimer desde 2015. Ele deixa a esposa e uma filha.

Em novembro do ano passado, quando Gerd completou 75 anos, a esposa Uschi deu mais detalhes sobre se quadro de saúde. Internado numa casa de repouso, o ídolo alemão já estava com a saúde muito frágil.

— É lindo quando ele abre um pouco seus olhos. Às vezes, consegue dizer sim ou não com os olhos. Ele está partindo lentamente enquanto dorme — disse ela ao jornal “Bild”.

Herói na Copa de 1974

Conhecido como “Der Bomber” (o bombardeio), Muller foi um dos maiores finalizadores de sua geração. Foi com ele no ataque que a seleção da Alemanha Ocidental derrubou a sensação Holanda na final da Copa do Mundo de 1974, em solo alemão, para garantir seu segundo título mundial da história. Também foi campeão da Euro em 1972.

O atacante marcou o gol da vitória ainda no primeiro tempo, após o “Carrossel Holandês” de Johann Cruyjff abrir com o placar com Neeskens e os alemães empatarem com Breitner, ambos de pênalti. Muller terminaria aquela competição com quatro gols marcados.

Por 32 anos, Muller foi dono da marca de maior artilheiro em Copas do Mundo, com 14 gols, antes dele ser quebrado pelo brasileiro Ronaldo. O recorde voltaria às mãos dos alemães em 2014, com Miroslav Klose. No mesmo ano, Klose superou a marca de 68 gols marcados pela Die Mannschaft, mas precisou de mais do que o dobro de convocações — 132 jogos, contra apenas 62 de Gerd.

— A perda de Gerd Muller nos afeta profundamente. Ele é uma das maiores lendas da história do Bayern, e suas conquistas seguem inalcançáveis até hoje. Ele será para sempre parte da história do Bayern e do futebol alemão. Como jogador e pessoa, Muller se destaca como nenhum outro para o Bayern e seu crescimento como um dos maiores clubes do mundo. Estará nos nossos corações para sempre — declarou o CEO do Bayern Oliver Kahn.

Colecionador de recordes e títulos

Como um dos maiores da história, Muller colecionou recordes. Foi sete vezes artilheiro da Bundesliga, o Campeonato Alemão: 1967, 1969, 1970, 1972, 1973, 1974, 1978. O desempenho o posiciona até hoje como o artilheiro máximo da competição, com 365 gols. Foi também o maior artilheiro de uma única edição por 49 anos, recorde quebrado por Robert Lewandowski, que superou sua marca de 40 gols por um tento na temporada passada.

Gerd é o oitavo maior artilheiro da história do futebol, segundo a IFFHS, com 634 gols marcados na carreira.

Revelado pelo Nordlingen, o jogador passou 16 anos de sua carreira atuando pelo Bayern de Munique e parou atuando pelo Fort Lauderdale Strikers, dos Estados Unidos. Na Alemanha, foi tetracampeão da Bundesliga e ganhou também quatro vezes a Copa da Alemanha. Conquistou a Europa por três vezes pelos bávaros e foi campeão mundial de clubes em 1976, sobre o Cruzeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: