Morre aos 90 anos um dos responsáveis pelo escândalo Watergate

Gordon Liddy em imagem de 2007 — Foto: Jonathan Ernst/Reuters

Gordon Liddy, um dos responsáveis pela operação clandestina de espionagem da sede do Partido Democrata dos Estados Unidos no edifício Watergate, em 1972, morreu na terça-feira (30) aos 90 anos.

O escândalo do Watergate levou à abertura do processo de impeachment contra o presidente Richard Nixon em 1974. O impeachment não chegou ao fim, pois Nixon renunciou.

Gordon Liddy faleceu na casa de sua filha no estado da Virginia, de acordo com a imprensa. A família afirmou que a morte não está relacionada à Covid-19.

Liddy era um ex-agente do FBI. Ele se uniu a um ex-agente da CIA, Howard Hunt, para organizar a ação na sede nacional do Partido Democrata. Os dois se passaram por encanadores para entrar no escritório para instalar microfones.

O caso foi revelado pelo jornal “Washington Post” e, depois, foi investigado pelo Congresso.

Liddy e Hunt foram condenados à prisão. A sentença original era de entre 6 e 20 anos de prisão, mas Liddy passou apenas 52 meses atrás das grades. Ele teve a pena comutada pelo presidente democrata Jimmy Carter.

Depois se tornou um apresentador de rádio de sucesso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: