Ministério da Justiça investiga JBS por vazamento de amônia em Rondônia

O Ministério da Justiça e Segurança Pública abriu investigação para apurar a conduta da JBS em um vazamento de amônia no frigorífico da empresa em Pimenta Bueno (RO), município a 521 quilômetros de Porto Velho. O incidente contaminou 25 funcionários da empresa em março. Uma ação do Ministério Público apura o caso.

O vazamento teria ocorrido depois do rompimento da canalização de uma das câmaras de refrigeração do frigorífico da JBS, atingindo carcaças que estavam armazenadas no local. Segundo o Ministério Público de Rondônia, a empresa tentou reaproveitar o material contaminado após o incidente.

A Promotoria acionou a Secretária Nacional do Consumidor, do Ministério da Justiça, para cobrar explicações da empresa. Em abril, o MP e a Polícia Civil deflagraram a Operação Hiena, que conduziu buscas na dependência do frigorífico e colocou tornozeleiras em dois gerentes do estabelecimento.

Informações enviadas ao Ministério da Justiça apontam que a carne contaminada caiu no chão, foi arrastada, lavada e acondicionada em outras câmaras frias antes de ser despachada para Santana de Parnaíba (SP). Os promotores acionaram uma ação civil pública em que apontam indícios de que os documentos produzidos pela empresa buscavam dar cobertura ao encaminhamento da carne para consumo humano de forma ilegal.

As informações recebidas apontam graves riscos à saúde e segurança do consumidor. Precisamos apurar os danos potenciais aos consumidores e os riscos a que foram expostos“, afirmou o Ministério da Justiça.

A JBS foi notificada para prestar esclarecimentos em até 15 dias. A pasta também pediu à empresa que informe se tem interesse em firmar termo de ajustamento de conduta.

Em nota, a companhia afirmou “que seu compromisso com a segurança e a qualidade de seus produtos é inegociável“.

A Companhia esclarece que o lote não foi comercializado, ou seja, não foi destinado ao consumo humano. A JBS está prestando todas as informações às autoridades“, disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: