Mesquita finaliza pré-conferências de Assistência Social

Na última sexta-feira, aconteceram as duas últimas pré-conferências municipais de Assistência Social. Uma foi no CRAS Chatuba e a outra, na Escola Municipal Presidente Castelo Branco, no BNH. A primeira tratou do eixo 5, “Atuação do SUAS em situações de calamidade pública e emergências”, enquanto a reunião do BNH foi sobre o eixo 4, “Gestão e acesso às seguranças socioassistenciais e a articulação entre serviços, benefícios e transferência de renda como garantias de direitos socioassistenciais e proteção social”. As reuniões foram marcadas em vista da X Conferência Municipal de Assistência Social, que está marcada para o dia 26 de julho, de forma híbrida, na Praça PEC, em Santo Elias.

 Assim, o objetivo foi convocar a sociedade civil para participar do debate com propostas que contribuam para o serviço de Assistência Social na sociedade e que serão levadas à X Conferência Municipal de Assistência Social. “O papel deles se torna muito importante nesse trabalho, pois são eles que usufruem dos serviços e vão continuar usando. Dessa forma, escutar suas demandas se torna essencial”, pontua a coordenadora da Proteção Básica, Nara Lucena.

 A partir destes eixos, propostas foram pensadas em conjunto, entre os representantes da Assistência Social do munícipio e a população. Entre essas propostas, foram mencionadas a criação de um comitê de monitoramento de serviços intersetoriais; a criação de um sistema integrado para monitoramento dos encaminhamentos realizados; e a criação de um programa para a primeira infância e de um centro de longevidade que atenda os bairros Banco de Areia e Rocha Sobrinho.

 Além disso, foram eleitas duas delegadas (titular e suplentes), que irão representar a sociedade civil na X Conferência Municipal de Assistência Social. Assim, após a conferência municipal agendada para o dia 26 de julho, as propostas definidas ali serão levadas à conferência estadual.

 Moradora de Rocha Sobrinho, Maria Goreth é uma das quatro pessoas escolhidas para representar a sociedade civil na X Conferência Municipal de Assistência Social. “Nem sempre temos o conhecimento de como as coisas funcionam na cidade e esse é um espaço que nos proporciona esse tipo de informação”, valoriza. Das quatro pessoas definidas, duas serão delegadas titulares na conferência, enquanto duas serão suplentes.

Políticas Públicas e Gestão da Assistência Social | Faculdade Laboro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: