Médico de modelo preso por atropelar e matar adolescente na Barra da Tijuca presta depoimento

O médico Bruno Teixeira presta depoimento na tarde desta terça-feira (9), na 16ª Delegacia de Polícia (Barra da Tijuca). Ele é suspeito de ser cúmplice de Bruno Krupp, o modelo preso acusado pela morte de João Gabriel, de 16 anos.

Krupp pilotava uma moto em alta velocidade, na Avenida Lúcio Costa, no último dia 30, quando atropelou o adolescente. Após o acidente, o médico foi contratado para cuidar de Krupp, no Hospital Marcos Moraes, no Méier, Zona Norte da cidade.

Teixeira pediu a transferência do modelo da enfermaria para a UTI, numa tentativa de impedir que ele fosse encaminhado para o presídio. Bruno Teixeira está sendo investigado por fraude processual e falsidade ideológica. Ele emitiu um laudo que dizia que o paciente estava com problema nos rins e precisava de sessões de hemodiálise. Diferente do parecer de outros profissionais, que já tinham liberado Krupp para ser transferido para o sistema prisional.

Vale lembrar que o modelo foi levado, no último sábado (6), para a Unidade de Pronto Atendimento do Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, na Zona Oeste da cidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.