fbpx

Maricá: programa inovador de gestão alimentar é implantado nas escolas municipais

Software adquirido pela Prefeitura da startup Lemobs foi a segunda colocada no Prêmio Connected Smart Cities

A Prefeitura de Maricá, por meio da Secretaria de Educação, implantou nas unidades de ensino do município um novo software de gestão alimentar, trazendo mais eficiência, agilidade e transparência ao processo. A plataforma utilizada em Maricá, de responsabilidade da startup Lemobs, foi a segunda colocada no Prêmio Connected Smart Cities.

Com o programa, é possível evitar o desperdício de alimentos, controlar a qualidade nutricional dos produtos e acompanhar o desenvolvimento das crianças e adolescentes.

A inovação permite gerir a alimentação escolar de acordo com as diretrizes do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). Por meio dela, é possível visualizar cardápios e fichas de preparo, o estoque de todas as escolas da rede, controlar e aprovar pedidos, mensurar os nutrientes necessários aos alunos, além de serem realizados testes de aceitabilidade e qualidade dos alimentos.

O sistema consiste em uma integração entre plataforma web de gerenciamento, aplicativo para as escolas e painel de dados para o acompanhamento de métricas e resultados. Na plataforma, são disponibilizadas ferramentas que permitem o registro de dados de saúde, alergias, intolerâncias e outras condições relevantes no planejamento dos pratos oferecidos nas escolas.

“Durante a pandemia de Covid-19, as diretoras das escolas utilizaram o aplicativo para identificar alunos com comorbidades, uma forma de se programar para o retorno das aulas de forma híbrida. Com o início das atividades em julho, elas começaram a realizar os pedidos na plataforma e a experiência está sendo muito positiva”, explicou a nutricionista responsável técnica da Secretaria de Educação, Lourice Soares Bittencourt.

“O projeto teve início em outubro de 2019, por meio da coleta de requisitos e informações com os gestores responsáveis pela alimentação escolar no município. Em 18 meses de funcionamento, o produto avançou e atualmente já substitui o método de planejamento e controle da alimentação escolar utilizado anteriormente pela secretaria”, completou.

Atualmente, 65 unidades de ensino do município já contam com o sistema, atendendo a cerca de 30 mil alunos. No espaço digital, é interligada também a oferta de produtos agrícolas locais e a necessidade de cada escola, valorizando os produtos produzidos em Maricá e diminuindo em até 95% o prazo para efetuar os pedidos.

Até o momento, foram criadas oito funcionalidades no software utilizado na cidade (calendário escolar, fichas de preparo, cardápios, disponibilizações, solicitações de pedido, recebimentos, estoques e mapas de merenda). Existem na plataforma, ainda, 4 dashboards (ferramenta tecnológica que ajuda no acompanhamento e exibição de indicadores) para visualização de dados, 400 fichas de preparo, 150 cardápios e aproximadamente 3.000 alunos identificados com alguma alergia e/ou patologia e/ou deficiência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: