Marcão tenta repetir feito e fazer Fluminense voltar a vencer Ceará no Castelão depois de 16 anos

O tropeço do Atlético-MG contra o Bahia no último sábado aumentou as chances do Fluminense de entrar no G-4 e buscar a vaga direta na fase de grupos da Libertadores. Mas para encostar no Galo e ter mais uma opção para ultrapassar na tabela além do São Paulo, o Tricolor precisa vencer o Ceará no Castelão na próxima segunda-feira, às 18h (de Brasília), pela antepenúltima rodada do Campeonato Brasileiro. Algo que não acontece há 16 anos.

Marcão comemora gol com Diego Souza pelo Fluminense em 2005 — Foto: Alexandre Cassiano / O Globo

Marcão comemora gol com Diego Souza pelo Fluminense em 2005 — Foto: Alexandre Cassiano / O Globo

E para quem é supersticioso, a presença de Marcão no Castelão pode trazer bons presságios. O ex-volante “comandou” o time na última vitória do Fluminense no estádio diante do Ceará, quando era o capitão na goleada por 4 a 1 pelo jogo de volta da semifinal da Copa do Brasil de 2005. Na partida de ida, no Rio de Janeiro, empate por 2 a 2, coincidentemente o mesmo placar do primeiro turno nesta temporada.

Na época dirigido por Abel Braga, o Fluminense naquele jogo foi a campo com Kléber; Gabriel, Antônio Carlos, Fabiano Eller e Juan; Marcão, Arouca, Diego Souza e Maicon; Leandro e Tuta, enquanto Lino, Schneider e Rodrigo Tiuí entraram depois. Tuta marcou duas vezes, Diego Souza fez um, e Rodrigo Tiuí completou o placar.

Os gols de Ceará 1 x 4 Fluminense pela Copa do Brasil 2005

Os gols de Ceará 1 x 4 Fluminense pela Copa do Brasil 2005

De acordo com o site de estatísticas “Fluzao.info”, o Fluminense ao todo já disputou 16 jogos no Castelão, sendo sete contra o Ceará, sete diante do Fortaleza e dois confrontos com o Ferroviário, somando 47,9% de aproveitamento no estádio cearense (que é homônimo do que fica em São Luis, no Maranhão, onde o Tricolor enfrentou o Moto Club em 2020 pela Copa do Brasil).

Desde aquele 4 a 1, o Fluminense só enfrentou o Ceará mais duas vezes no Castelão e perdeu ambas: derrota por 1 a 0 em 2010 e por 2 a 0 em 2019. Além de tentar repetir o feito de 2005, Marcão também poderá quebrar outro jejum: independentemente do local, o Tricolor não sabe o que é vencer o adversário há quase 10 anos (ou cinco jogos). O último triunfo aconteceu no dia 29 de outubro de 2011: placar de 2 a 1 no Estádio Presidente Vargas, pelo Campeonato Brasileiro.

Marcão vive sua quarta passagem como técnico do Fluminense — Foto: Mailson Santana / Fluminense FC

Marcão vive sua quarta passagem como técnico do Fluminense — Foto: Mailson Santana / Fluminense FC

Como jogador, Marcão vestiu a camisa do Flu em 397 jogos, marcou 22 gols e conquistou três títulos: a Série C do Brasileiro de 1999 e os Cariocas de 2002 e 2005.

Em sua quarta passagem no comando do Fluminense, Marcão tem 54,5% de aproveitamento em 11 jogos até aqui. Com Roger Machado já apalavrado com o clube para ser o treinador na temporada 2021, o ex-volante voltará ao cargo de auxiliar técnico permanente. Mas, antes, tem mais três partidas para comandar o time e buscar a sonhada vaga na Libertadores: após o Ceará no Castelão, o Tricolor enfrentará o Santos na Vila Belmiro e o Fortaleza no Maracanã.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: