14 de julho de 2024

TV Prefeito

Portal de notícias dos municípios com videos e entrevistas. Cobertura diária das cidades das regiões: Metropolitana, Serrana, Lagos, Norte, Noroeste, Médio Paraíba e Centro Sul do estado do Rio de Janeiro. O melhor da notícia está aqui.

Mais de 100 mil residências já receberam ações de combate à dengue em Maricá

Imóveis foram visitados nos dois primeiros meses deste ano pelos agentes que atuam para eliminar focos do Aedes Aegypti

A Prefeitura de Maricá, por meio da Secretaria de Saúde, está empenhada no combate aos focos do mosquito Aedes Aegypti, responsável por transmitir a dengue, doença que exige atenção e ainda mais cuidados durante períodos de alta temperatura e chuvas intensas, como o verão. De janeiro e fevereiro deste ano, os agentes de combate às endemias visitaram 102.470 residências em toda a cidade, número que representa 87% do total, ultrapassando com folga a meta de 80% estabelecida pela Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro. As visitas são periódicas e continuam durante todo o ano, por isso é essencial receber os profissionais caso eles se dirijam a sua residência, identificados pela utilização de um colete específico.

Os agentes de combate às endemias são divididos por equipes, atuando em cada área dos bairros. Eles orientam e esclarecem as dúvidas dos moradores sobre os cuidados diários que devem ser adotados para combater a dengue, verificando principalmente os recipientes com água parada — onde as larvas dos mosquitos se desenvolvem. Durante as ações residenciais periódicas, os profissionais checam e retiram o acúmulo de água em vasos de plantas, vasilhas de alimentação de animais, recipientes destampados e outras áreas descobertas.

Além disso, em casos de suspeita de presença de larvas do Aedes Aegypti, os agentes coletam amostras de água e, tendo a confirmação, aplicam material específico para eliminá-las, evitando que elas se desenvolvam. A secretária de Saúde, Solange Oliveira, destacou o papel essencial dos agentes de combate às endemias para o bem-estar da população, atuando diariamente na conscientização da população sobre diversas doenças e no enfrentamento aos focos dessas mazelas.

“Os agentes de combate às endemias são primordiais para o cotidiano da cidade, orientando a população sobre os cuidados necessários com diversas doenças e também verificando os focos dos vetores responsáveis pela transmissão. O último Levantamento Rápido de Índices para o Aedes Aegypti (Liraa) indica que temos baixo risco para a dengue em Maricá e isso se deve a atuação efetiva desses profissionais, que repassam informações importantes e ajudam a diminuir os locais com acúmulo de água nas residências. Agradeço ao trabalho de excelência dos agentes e peço que a população receba-os com todo o carinho, tendo a certeza que eles estão ali para fazer a diferença e promover qualidade de vida”, afirmou.

Moradores ressaltam a importância das visitas às residências

Na terça-feira (14/03), dezenas de moradores do loteamento Jardim Atlântico Central, em Itaipuaçu, receberam as agentes de combate às endemias nos lares. A dona de casa Maria José dos Santos, de 54 anos, garantiu que a visita fez a diferença e que seguirá as orientações das profissionais para se manter ainda mais segura da dengue.

“Eu adorei receber a visita das agentes de combate às endemias, principalmente porque me preocupo com o acúmulo de água nas vasilhas e procuro deixar tudo limpo. Essa presença e orientação nos ajudam muito, contribuindo para que estejamos atentas no combate às doenças. Pretendo manter os cuidados e na próxima visita estará tudo perfeito, seguindo as orientações que recebi”, reforçou.

Cláudia Reis, de 59 anos, disse que receber os profissionais é fundamental, auxiliando para que todos sigam com saúde. “Não tenho do que reclamar; deixei as agentes de combate às endemias entrarem e elas verificaram os possíveis focos de larvas, mostrando que eu estou tratando de tudo da maneira correta. Isso é muito importante e temos que sempre confiar naqueles que cuidam da saúde da população, por isso seguirei os cuidados no combate ao Aedes Aegypti”, concluiu.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *