Mais 70 cirurgias de catarata são feitas pelo projeto Revi-VER da prefeitura de Volta Redonda

Nesta primeira fase, a meta é realizar 600 operações. Ao todo, a previsão é que 4,5 mil procedimentos sejam feitos

Mais 70 cirurgias de catarata foram realizadas nesta terça-feira (6) pela prefeitura de Volta Redonda. Os procedimentos ocorreram a partir do projeto Revi-VER, criado pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS). O objetivo é zerar a fila de espera de pacientes que aguardam pela intervenção oftalmológica há anos.

Na última segunda-feira (5), 15 pacientes já haviam se submetido ao procedimento cirúrgico. As operações acontecem na Ilha São João, onde está estacionado um veículo adaptado que funciona como um centro cirúrgico oftalmológico móvel. No caminhão ocorrem os atendimentos, incluindo os exames pré-operatórios.

A moradora do bairro Vila Rica/Três Poços, Sônia Maria Barbosa da Silva, esperou a cirurgia por cinco anos e celebrou poder enxergar com maior nitidez novamente.

“Melhorou bastante a visão, estou enxergando. Muito feliz. É uma vitória”, comemorou.

O morador do Barreira Cravo, Luiz Otávio Delgado da Rosa, esperava há um ano e meio pela cirurgia e destacou o bom atendimento que recebeu dos profissionais envolvidos no projeto Revi-VER.

“Atendimento excelente, desde o início. Passei pelos exames pré-operatórios na sexta-feira passada e agora com a cirurgia foi mil por cento. Os profissionais muito atenciosos”, disse ele que voltou a enxergar imediatamente após ser submetido ao procedimento.

Outro que aguarda pela cirurgia há mais de um ano e conseguiu passar pela intervenção oftalmológica foi o morador da Vila Mury, Rosélio de Oliveira.

“Estava há 15 meses esperando pela cirurgia. Estou vendo tudo, clareou legal. Atendimento muito bom, satisfeito mesmo”, afirmou.

Nesta primeira fase do projeto, a meta é realizar 600 cirurgias. Ao todo, a previsão é que 4,5 mil procedimentos sejam feitos. O diferencial da iniciativa do governo municipal é que além da cirurgia, os pacientes fazem exames pré-operatórios e são acompanhados após a intervenção cirúrgica.

“O projeto Revi-VER, além de promover as cirurgias de catarata, vai acompanhar todos os pacientes na recuperação da visão. Esse programa também contribuirá para reorganizar a rede municipal. É um passo para conseguir atender a outras demandas cirúrgicas que estão com fila. E iniciamos com as cirurgias de catarata porque é a nossa maior emergência. As pessoas que estavam na fila de espera corriam risco de perder completamente a visão”, destacou a secretária municipal de Saúde, Maria da Conceição de Souza Rocha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: