Magé terá Programação Cultural Online de 456 anos de Aniversário da Cidade

Anotem na agenda para afastar o sofá e se divertir com a família dentro de casa. A Fundação Educacional e Cultural de Magé já fechou a programação artística da comemoração pelos 456 anos de fundação do município, no dia 9 de junho. Os shows com atrações locais serão realizados em dois palcos montados no Morro do Bonfim e transmitidos ao vivo pelo canal do YouTube da Prefeitura, a partir das 17h. 
No palco Mirindiba, as atrações serão as seguintes: grupo Só Alegria, Rômulo e Ricardo e banda Blocks. Já no palco Bonfim, vão se apresentar: Rayssa Mozzer, Bia Borges, Aimê Brás, Nathalia Viana e Matheus Gama.
Para o prefeito Renato Cozzolino, o aniversário de fundação de Magé é uma comemoração especial e, por isso, merece todo o destaque com as devidas restrições sanitárias impostas pela pandemia. 
“Temos como meta promover o que a nossa cidade tem de melhor em relação à conscientização e preservação dos principais pontos turísticos mageenses. Por isso a escolha de um dos nossos mais belos cartões-postais para o cenário da programação cultural, o Morro do Bonfim. Não podemos, no entanto, perder de vista que a preservação da vida das pessoas é fundamental no contexto da pandemia que ainda vivemos. E, por isso, decidimos que os shows serão transmitidos via internet”, ressaltou o prefeito. 
O secretário municipal de Comunicação e Eventos, Bruno Lourenço, destacou também a escolha das atrações e o formato online do evento. 
“Nada mais justo e coerente com os valores do governo do prefeito Renato Cozzolino que valorizar os nossos talentos locais na programação de aniversário da cidade. O evento online também está de acordo com as restrições sanitárias impostas por decreto municipal em vigor, o que sempre deve nortear nossas ações enquanto estivermos em pandemia. Enfim, tudo está sendo preparado com muito amor e tenho certeza que a população vai gostar”, disse o secretário de Comunicação. 


O presidente da Fundação Educacional e Cultural de Magé, Luiz Otavio Rosário Júnior, adiantou ainda uma surpresa para enriquecer e garantir muita emoção ao evento. “Além da estrutura de som e iluminação, o evento contará com a utilização de drones para captação de imagens panorâmicas e queima de fogos com visualização em diversas partes do município”, disse Luiz Otavio. 
Origem – Magé  tem origem no povoado de Majepemirim, fundado em 1565 por colonos portugueses. Possuía um dos principais portos da região, onde muitos navios escoavam a produção de minério e ouro para a capital Rio de Janeiro. Em 1696, foi criada a freguesia e, em 1789, o conselho com a designação atual. A vila foi elevada a cidade em 1857.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: