Magé realiza ações públicas pelo Dia de Conscientização da Violência Contra o Idoso

Integrantes do Conselho do Idoso e da Secretaria de Assistência Social distribuem panfletos e conversam com a população

Magé realizou ações públicas, nos centros comerciais dos 6º e 1º distritos (Piabetá e Magé), para lembrar do Dia Mundial de Conscientização da Violência contra as Pessoas Idosas, celebrado sempre no dia 15 de junho. A data foi criada pela Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa em 2006 e reconhecida pela Organização das Nações Unidas (ONU) quatro anos depois. Integrantes do Conselho Municipal de Direitos, Defesa e Proteção do Idoso (Comddepi) e da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos distribuíram panfletos informativos e conversaram com a população sobre a importância de respeitar e cuidar com afeto dos maiores de 60 anos.

“É muito importante fazer com que a população proteja e promova o bem-estar dos idosos mas também saiba das formas de denunciar qualquer tipo de violência, principalmente o Disque 100, ligação gratuita dos Direitos Humanos em todo o Brasil. Temos, no entanto, em nível local, o Comddepi, o CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social) e os CRASs (Centros de Referência de Assistência Social), estes últimos mais próximos das pessoas nos bairros onde elas moram. É preciso que a população use estas ferramentas para nos ajudar em ações mais ativas”, argumentou o presidente do Comddepi, Hueider Oliveira.

A coordenadora do CREAS, Mery Prado, por sua vez, detalhou o trabalho articulado do Poder Público municipal para garantir os direitos e a integridade dos idosos.

“Nós temos articulação com a Secretaria de Saúde através do programa ‘Saúde do Idoso’ e com o próprio Comddepi para fazermos as avaliações das denúncias e enviar aos órgãos competentes para as medidas corretas diante de violação de direitos”, explicou Mery.

Durante os eventos, realizados nesta segunda e terça-feira, a população pode ter aferida a pressão arterial e a glicose medida por profissionais da Secretaria Municipal de Saúde.

Há vários tipos de violência contra o idoso, que vão desde a negligência às agressões físicas e psicológicas, entre outras. Além do Disque 100, do Comddepi e das unidades municipais da Assistência Social, a população também pode denunciar abusos contra as pessoas idosas através do número 190 da Polícia Militar. O Comddepi funciona na Rua Manoel Monteiro da Rosa, Flexeiras, telefone 2633-0510.

Os direitos dos maiores de 60 anos são garantidos no Brasil pelo Estatuto Nacional do Idoso que, em seu artigo 4º, estabelece que “nenhum idoso será objeto de qualquer tipo de negligência, discriminação, violência, crueldade ou opressão e todo atentado aos direitos, por ação ou omissão, será punido na forma da lei”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: