fbpx

Magé inaugura ambulatório de intolerância à lactose infantil

Crianças de 1 mês a 12 anos de idade já contam com tratamento especializado

Magé inaugurou, nesta sexta-feira (10), o Ambulatório de Intolerância à Lactose Infantil com uma equipe multiprofissional composta por pediatra e nutricionista para crianças de 1 mês a 12 anos. Antes disso, os pequenos não tinham tratamento na cidade, como era o caso do Kaleb Américo, de três anos.

“Eu tinha que fazer o tratamento do meu filho no particular e tudo separado. Fui muito bem atendida e espero agora ter todas as especialidades que o meu filho precisa. Não aguento ver mais meu filho sem conseguir comer direito e espero que haja uma melhora, não só para ele, mas para o filho de muitas mães que precisam desse atendimento”, conta a Thayna Alvarenga, mãe do Kaleb, que está há mais de um ano buscando suporte para o filho.

O ambulatório funciona às sextas-feiras no Centro de Especialidades de Magé e oferece um serviço multiprofissional de acompanhamento, tratamento e recuperação de pacientes com sintomas de intolerância à lactose.

“Estamos lançando aqui mais uma especialidade que é de intolerância à lactose, porque sabemos a importância desse atendimento em Magé. Detectar essa necessidade nas crianças desde pequeno é necessário para o tratamento adequado. Em menos de um ano de mandato, conseguimos entregar esse ambulatório e é mais um passo na saúde da nossa cidade. Todas essas crianças serão tratadas com muito amor e carinho pelos nossos nutricionistas e pediatras”, explica o prefeito Renato Cozzolino.

Além do tratamento multiprofissional, os pacientes poderão ser atendidos por outras especialidades oferecidas na rede municipal de Saúde.

“Os pacientes passam, inicialmente, por uma consulta com o pediatra e uma nutricionista no mesmo dia para o acerto da alimentação, orientações e restrições necessárias. Se houver necessidade do uso de fórmulas será prescrito pela equipe e o laudo será repassado. Outra coisa bem importante é que se o paciente precisar de outros encaminhamentos, como gastro, fono ou psicólogo, por exemplo, eles serão encaminhados e acompanhados no próprio Centro de Especialidades, facilitando todo o tratamento”, detalha a coordenadora do ambulatório, Ana Beatriz Cardoso.

De acordo com a secretária municipal de Saúde, Dra. Larissa Storte, esse será o primeiro programa de alergia de muitos que será oferecido aos mageenses.

“Quanto mais a gente investe em atenção primária, na atenção básica e nas especialidades, mais a gente diminui o número nas emergências e doenças futuras. Esse ambulatório é extremamente especial para mim, porque sou pediatra de formação e sou apaixonada pela alergia alimentar, inclusive, ajudei na formação da anamnese do ambulatório. Esse é o primeiro dos muitos programas de alergia que teremos no munícipio”, garante Larissa Storte.

O responsável pela criança que apresenta sinais e sintomas, como dores abdominais, diarreia frequente e distensão abdominal ao consumir leite ou produtos derivados devem procurar a Unidade de Saúde da Família (USF) de referência para o encaminhamento ao ambulatório.

“Antes de chegar no ambulatório, o paciente passa por uma consulta médica e triagem com enfermagem na USF, que vai fazer o acompanhamento clínico e o encaminhamento para o início do tratamento”, finaliza a coordenadora. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: