fbpx

Mãe de jovem de 16 anos que desapareceu em Copacabana fala sobre reencontro com a filha: ‘Enchi de beijo’

Mariana Cartaxo, mãe da jovem Sabrina, de 16 anos, é só sorrisos e gratidão por ter achado a filha, que estava desaparecida desde terça-feira (26). A menina deixou um bilhete em casa, em Copacabana, dizendo que iria caminhar, mas sumiu sem fazer qualquer contato com a família.

Em conversa com o g1, Mariana contou que a família do namorado da filha, Pedro, foi fundamental para se chegar ao paradeiro de Sabrina.

Mariana disse que Sabrina fez contato com o namorado nesta quinta-feira (28). A mãe do rapaz desconfiou que fosse ela, foi atrás e localizou Sabrina no Leblon, na Zona Sul do Rio.

“Ela ficou muito assustada com a repercussão e pediu ajuda. Ela buscou o Pedro hoje (quinta, 28). Foi aí que a mãe dele desconfiou que fosse ela, foi atrás, conseguiu achá-la e a trouxe para a gente. Foi a mãe dele que a levou para a delegacia. Já estamos em casa, bem, estou situando ela de tudo o que aconteceu, da proporção que tomou”, contou Mariana.

Sabrina desapareceu depois de deixar o prédio onde vive, em Copacabana, Zona Sul do Rio. — Foto: Divulgação
Sabrina desapareceu depois de deixar o prédio onde vive, em Copacabana, Zona Sul do Rio. — Foto: Divulgação

Emoção no reencontro

Perguntada se o reencontro com a filha teve direito a puxão de orelha, ela nega.

“Nosso reencontro foi só com beijo. Já cheguei agarrando e enchi de beijo. Ela estava chorando, pedindo de desculpa. Eu não tenho palavras para agradecer a todo mundo que me ajudou a encontrá-la”, disse Mariana, dizendo ainda que pretende buscar ajuda para retomar a vida.

“A partir de semana que vem, a gente vai buscar uma equipe para dar um suporte emocional para voltar à rotina e a gente ficar bem”, disse.

Mãe e filha já prestaram depoimento

No fim da tarde desta quinta-feira (28), a jovem Sabrina Cartaxo, de 16 anos, que estava sumida desde a última terça-feira (26), foi localizada.

A informação foi confirmada ao jornal Extra, pelo padrasto de Sabrina, Roberto Salviano, que disse que o local onde a menina estava foi indicado pelo Conselho Tutelar, que acionou a Delegacia de Descoberta de Paradeiros (DDPA). “Estamos aliviados”, disse.

O g1 falou com a delegada Ellen Souto, responsável pela especializada, que confirmou as investigações e disse que mãe e filha foram levadas para a DDPA para prestar depoimento.

Dois dias desaparecida

A jovem de 16 anos havia deixado um bilhete com apenas uma frase: “Fui caminhar, já volto”.

No mesmo dia, os parentes da jovem procuraram a polícia. Inicialmente registrado na 12ª DP (Copacabana), o caso acabou transferido para a Delegacia de Descoberta de Paradeiros (DDPA).

Os pais de Sabrina tiveram acesso ao circuito de vigilância do prédio onde vivem. Nas imagens, é possível ver a jovem deixando o imóvel às 7h50 de terça-feira.

Ela carregava uma mochila que, mais tarde, foi encontrada vazia na casa do avô, em Realengo, Zona Oeste da cidade. Segundo Mariana, o avô não estava em casa.

De Copacabana a Realengo

No início da tarde desta quinta-feira (28), a mãe de Sabrina disse ao g1 ter recebido novas informações sobre o caso. Segundo ela, um motorista de aplicativo entrou em contato dizendo ter levado uma menina muito parecida com Sabrina de Copacabana até Realengo.

Segundo ela, o motorista afirmou que a corrida foi pedida por um rapaz chamado Pedro – o mesmo nome do namorado de Sabrina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: