Lula afaga Centrão, elogia FHC e diz que não fará “jogo rasteiro” com Ciro

O ex-presidente Lula (PT) fez, nesta 4ª feira (19.mai.2021), uma série de comentários sobre suas movimentações políticas visando as eleições presidenciais de 2022.

Em sua conta no Twitter, afagou os políticos do chamado Centrão e elogiou entrevista em que o Fernando Henrique Cardoso (PSDB) votaria nele no pleito do ano que vem.

“A imprensa nos induz ao erro quando diz que o Centrão está todo com o Bolsonaro. Não tratem o centrão como um partido único. Ao apagar as luzes da Câmara dos Deputados, cada partido tem interesse no seu estado. Vamos conversar individualmente com cada partido político”, escreveu.

“Eu gostei da entrevista do FHC. Sempre tivemos uma disputa civilizada. Ele me conhece bem, conhece o Bolsonaro. Fico feliz que ele tenha dito que votaria em mim e eu faria o mesmo se fosse o contrário. Ele sempre foi um intelectual e sabe que não dá pra inventar uma candidatura”, disse Lula.

O ex-presidente também comentou as recentes críticas feitas a ele por seu ex-ministro Ciro Gomes (PDT).

“Eu adoraria dizer que o Ciro é um amigo. Mas infelizmente ele não quer. Mas eu aprendi uma teoria com a minha mãe Dona Lindu: quando um não quer, dois não brigam. Não farei jogo rasteiro”, declarou.

Lula anunciou ainda que, na semana que vem, deve fazer novas reuniões políticas. Desta vez, os encontros serão com representantes de movimentos sociais, do movimento sindical e intelectuais.

“Semana passada em Brasília falei com mais de 60 políticos, de vários partidos. Semana que vem vou conversar com os movimentos sociais, intelectuais e com o movimento sindical. Quero conversar muito. Quem faz política conversa. Dono da verdade, carrancudo, não serve pra política”, afirmou.

O petista ainda negou que tenha definido quem será seu vice na chapa para as eleições de 2022. Nos últimos dias, o empresário Josué Alencar foi citado como favorito à vaga. Nesta 4ª feira (19.mai), o filho de José Alencar, ex-vice presidente da República no 2 primeiros mandato de Lula, também refutou a hipótese.

Josué é candidato a presidente da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), na disputa marcada para 5 de julho de 2021, concorrendo em chapa única e com o apoio do atual chefe da entidade, Paulo Skaf. O vice de Josué na chapa da Fiesp é o empresário Rafael Cervone Netto, ligado ao setor têxtil.

“BOLSONARO IMITA TRUMP”

O presidente Jair Bolsonaro também foi alvo de comentários de Lula. O petista disse que o atual mandatário tenta “imitar” o ex-presidente norte-americano Donald Trump ao insinuar a possiblidade de fraude eleitoral em 2022.

“O Bolsonaro tá querendo imitar o Trump de novo… Dizendo que se não tiver voto impresso vai ter fraude eleitoral. Fraude eleitoral foi a eleição dele, que me prenderam pra eu não ser candidato, e ainda ganharam na base da fake news”, escreveu Lula.

Eis a série de publicações:

PODERDATA: LULA VENCE NO 2º TURNO

Pesquisa PoderData realizada de 10 a 12 de maio mostrou que o presidente Jair Bolsonaro e o ex-presidente Lula estão numericamente empatados na intenção de votos para o 1º turno das eleições de 2022. Cada um tem 32%.

O resultado ficou estável em relação aos meses anteriores. Os 2 candidatos variaram dentro da margem de erro da pesquisa, de 2 pontos percentuais para mais ou para menos, na comparação com 17 de março e a 14 de abril.

A pesquisa expõe ainda que o eleitorado segue dividido em 3 segmentos numericamente próximos: 1 deles vota em Lula, e outro em Bolsonaro; uma parcela, de 34%, inclina-se a um dos nomes do chamado “centro”, anula seu voto ou vota em branco. Outros 2% se dizem indecisos.

No 1º turno, nenhum nome alternativo a Lula e Bolsonaro desponta individualmente. Ciro Gomes (6%), João Amoêdo (5%), Luciano Huck (4%), João Doria (4%), Sergio Moro (4%) e Henrique Mandetta (3%) estão, todos, em empate técnico. Não registraram variação expressiva nos últimos 2 meses.

A eleição presidencial está marcada para 2 de outubro de 2022. Os cenários testados agora devem ser tomados como uma radiografia do momento.

Esta pesquisa foi realizada no período de 10 a 12 de maio de 2021 pelo PoderData, a divisão de estudos estatísticos do Poder360. A divulgação do levantamento é feita em parceria editorial com o Grupo Bandeirantes.

Foram 2.500 entrevistas em 489 municípios nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos. Saiba mais sobre a metodologia lendo este texto.

Para chegar a 2.500 entrevistas que preencham proporcionalmente (conforme aparecem na sociedade) os grupos por sexo, idade, renda, escolaridade e localização geográfica, o PoderData faz dezenas de milhares de telefonemas. Muitas vezes, mais de 100 mil ligações até que sejam encontrados os entrevistados que representem de forma fiel o conjunto da população.

LULA E HUCK GANHARIAM NO 2º TURNO

O ex-presidente Lula (50% X 35%) e o apresentador global Luciano Huck (46% X 38%) são os únicos que batem Bolsonaro em um possível 2º turno. Já o atual presidente ganha do tucano João Doria (42% X 32%) e empata nos demais cenários. Leia os percentuais:

PODERDATA

O conteúdo do PoderData pode ser lido nas redes sociais, onde são compartilhados os infográficos e as notícias. Siga os perfis da divisão de pesquisas do Poder360 no Twitter, no Facebook, no Instagram e no LinkedIn.

PESQUISAS MAIS FREQUENTES

PoderData é a única empresa de pesquisas no Brasil que vai a campo a cada 15 dias desde abril de 2020. Tem coletado um minucioso acervo de dados sobre como o brasileiro está reagindo à pandemia de coronavírus.

Num ambiente em que a política vive em tempo real por causa da força da internet e das redes sociais, a conjuntura muda com muita velocidade. No passado, na era analógica, já era recomendado fazer pesquisas com frequência para analisar a aprovação ou desaprovação de algum governo. Agora, no século 21, passou a ser vital a repetição regular de estudos de opinião.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: