Ludhmila Hajjar deve recusar proposta para assumir o Ministério da Saúde

Indicação de médica que se reuniu com Bolsonaro perde força no Planalto |  Poder360

A médica Ludhmilla Hajjar não vai aceitar a proposta do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para o cargo de ministra da Saúde. A informação é da analista Thais Arbex, da CNN.

De acordo com fontes no planalto, a cardiologista acredita em certas maneiras de combate ao coronavírus , enquanto o atual presidente pensa de forma diferente. Por conta desse desencontro, Hajjar não deve aceitar o posto de ministra da saúde, mesmo que o convite não tenha sido feito de forma oficial.

A médica era a provável substituta do ministro Eduardo Pazuello, o qual reiterou que sua saúde está normal e que não entregou o cargo ainda.

“Não estou doente, não entreguei o meu cargo e o presidente não o pediu, mas entregarei assim que o presidente solicitar”, comentou Pazuello por meio da assessoria do Ministério. 

Ludhmilla esteve em reunião com o presidente Bolsonaro neste domingo (14).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: