Lira: Eleitor dará seu veredito em 2022

O presidente da Câmara, Arthur Lira, preparou uma nota oficial em meio ao clima de instabilidade e de choque entre Poderes que se instalou em Brasília nos últimos dias.

CNN teve acesso à fala. Lira não aponta nenhum agente específico. Mas faz questão de registrar que o eleitor irá às urnas em 2022. “Deixemos que o eleitor tenha emprego e vacina, que deixe o seu veredito em outubro de 2022 quando encontrará com a urna; essa sim, a grande e única juíza de qualquer disputa política”, diz Lira

“Nossas instituições são fortalezas que não se abalarão com declarações públicas e oportunismo. Enfrentamos o pior desafio da história com milhares de mortes, milhões de desempregados e muito trabalho a ser feito.”

O presidente da Câmara tem externado a aliados preocupação com o momento político. Ele tem dito que a hora é crítica e que é preciso atuar para amenizar os embates.

À CNN, Lira disse que “não podemos atrapalhar o crescimento do Brasil”.

Na nota oficial, o presidente da Câmara reconhece o momento delicado. “Em uma hora tão dura como a que vivemos hoje, saibamos todos que o Brasil sempre será maior do que qualquer disputa política.”

“Tenhamos todos, como membros dos poderes republicanos, responsabilidade e serenidade para não causar mais dor e sofrimento aos brasileiros”, pede Lira.

“Reitero o meu compromisso; a Câmara avançará nas reformas, continuará a ser o poder mais democrático e plural do país e não se deixará levar por uma disputa que aprofunda ainda mais a nossa crise”, finaliza.

Presidente da Câmara, dep. Arthur Lira (PP - AL)
Presidente da Câmara, dep. Arthur Lira (PP – AL)

Veja a nota de Lira

Nossas instituições são fortalezas que não se abalarão com declarações públicas e OPORTUNISMO. Enfrentamos o pior desafio da história com milhares de mortes, milhões de desempregados e muito trabalho a ser feito.

Em uma hora tão dura como a que vivemos hoje, saibamos todos que o Brasil sempre será maior do que qualquer disputa política.

Tenhamos todos, como membros dos poderes republicanos, responsabilidade e serenidade para não causar mais dor e sofrimento aos brasileiros.

Reitero o meu compromisso; a Câmara avançará nas reformas, continuará a ser o poder mais democrático e plural do país e não se deixará levar por uma disputa que aprofunda ainda mais a nossa crise.

A Câmara será sempre a voz de um povo livre e democrata e sempre estará pronta para ajudar o Brasil a continuar a crescer e se encontrar  com seu destino de país desenvolvido e socialmente justo.

Deixemos que o eleitor tenha emprego e vacina, que deixe o seu veredito em outubro de 2022 quando encontrará com a urna; essa sim, a grande e única juíza de qualquer disputa política.

O nosso compromisso é e continuará sendo trabalhar pelo crescimento e a estabilidade do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: