Liderado por Textor, Botafogo negocia renovação de contrato com Matheus Nascimento

Matheus Nascimento é um dos assuntos do Botafogo que John Textor faz questão de tratar pessoalmente. Nas conversas pela renovação de contrato da joia, quem lidera pelo lado do clube é o próprio empresário americano, que acompanha de perto o debate sobre o futuro de um dos maiores ativos alvinegros.

O sócio majoritário da SAF alvinegra aproveitou a estadia no Brasil, há pouco mais de um mês, para sentar com o pai e representante do garoto, Maurilio, que faz questão de participar dos passos do filho no futebol pessoalmente. O atacante não tem outro empresário. O papo foi inicial, ainda para ajustar expectativas dentro da nova realidade de mais investimentos do Botafogo.

Não houve avanço sobre valores ou tempo de contrato, o que ficou para as próximas visitas de Textor ao Brasil. O americano quer continuar nas conversas junto do departamento de futebol. Matheus tem contrato com o clube até junho de 2023, prazo que dá ao clube algum tempo para negociar. Não há desespero, também, pela postura elogiada do atleta e da família em toda a trajetória em General Severiano.

O novo contrato de Matheus, na verdade, já era assunto no Botafogo antes mesmo da transformação para a SAF. A antiga diretoria iniciou as conversas ainda em 2021, como revelou o então diretor de futebol Eduardo Freeland ao ge, em janeiro deste ano.

O clube sempre monitorou, até quando não tinha dinheiro suficiente para disputar com outras potências. Agora, respaldado pelos recursos da Eagle Holdings, os dirigentes têm confiança nas condições financeiras e esportivas para segurar uma promessa que é assediada por grandes empresários e outros clubes ricos.

2022 mais participativo

O ano de Matheus Nascimento tem sido de mais oportunidades na equipe profissional do que foi 2021. Titular durante boa parte do Campeonato Carioca, a jovem promessa marcou cinco vezes nos 10 jogos que disputou na competição. Antes disso, tinha balançado a rede apenas uma vez, no Estadual do ano passado. Se jogar mais uma partida no ano ele iguala a quantidade de jogos na temporada anterior.

Com Enderson Moreira e Lucio Flavio, o garoto mostrou a qualidade que já exibia nas divisões de base há anos. A confiança da diretoria e comissão técnica no potencial do garoto é tamanha que o clube considerou que na janela de transferências Matheus e Erison dariam conta das necessidades da equipe num primeiro momento.

Se foi titular em 10 dos 13 jogos do Botafogo no Campeonato Carioca deste ano, com Luís Castro, o garoto parece ter perdido um pouco de espaço para Erison. Matheus começou jogando apenas a estreia do clube na Copa do Brasil, vitória por 3 a 0 em cima do Ceilândia, mas entrou em todos os outros que foi relacionado, só ficando de fora do jogo contra o Ceará, em Fortaleza.

A tendência é que Matheus viaje com o restante da equipe para Brasília, onde o Botafogo enfrenta o Flamengo, no Mané Garrincha. A partida marcada para domingo, às 11h, é válida pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro. O Bota está na 13ª colocação, com cinco pontos, uma posição abaixo do próximo adversário, que tem a mesma pontuação, mas um gol a mais de saldo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.