Licitação do Maracanã: ex-dirigentes do Flamengo defendem estádio próprio

A possibilidade de o Flamengo investir na construção de um estádio próprio ganhou força diante da insatisfação do clube com o governo do estado e com os termos do novo edital de licitação do Maracanã. Nas redes sociais, dois ex-dirigentes rubro-negros se manifestaram, na manhã desta segunda-feira, a favor de uma nova casa.

“Sempre defendi o Fla no Maracanã, mas a postura dos políticos, populistas e oportunistas, me leva a mudar de opinião e apoiar a construção de um estádio novo. Vamos em frente”, escreveu Wallim Vasconcellos, ex-vice-presidente de Finanças, entre outras posições.

“O Maracanã é ótimo, mas ficar a mercê dele e de projetos políticos, não. O Flamengo tem total capacidade de tocar um projeto de estádio próprio. Ponto, no caso, para a gestão, por ter se posicionado e não ter aceitado um edital que só prejudica o clube”, complementou Daniel Orlean, que foi vice de Marketing entre 2016 e 2018.

Nesta segunda-feira, O GLOBO informou que o Flamengo, atual permissionário, ao lado do Fluminense, cogita desistir de participar da licitação do Maracanã. O clube acumula desentendimentos com a Casa Civil — o último deles em virtude do parecer favorável à liberação do estádio para que o Vasco enfrente o Sport pela Série B. O rubro-negro, que cita os danos ao gramado, teme ingerências como essa no futuro, o que acredita trazer insegurança jurídica.

Enquanto isso, o clube se movimenta para ter seu próprio estádio. Ainda nesta semana, o presidente Rodolfo Landim se reunirá com o prefeito do Rio, Eduardo Paes, para tratar da possível cessão do Parque Olímpico para este fim. Nas semanas seguintes, o cartola rubro-negro viajará para encontrar investidores e avaliar projetos de uma arena para cerca de 40 mil lugares. A ideia é que o Maracanã seja usado apenas em partidas de maior demanda.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.