Kim parabeniza Xi Jinping por seu aniversário pela 1ª vez em 5 anos

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, enviou parabéns pelo aniversário do presidente da China, Xi Jinping, pela primeira vez em cinco anos, um gesto diplomático amistoso que reflete a melhoria de relações entre os dois países.

Kim enviou uma carta e uma cesta de flores a Xi para comemorar o seu 65º aniversário, comemorado nesta sexta-feira (16), segundo a televisão estatal norte-coreana “KCTV”.

As relações entre os países vizinhos começaram a se deteriorar após a suspeita de que Kim executou seu tio Jang Song-thaek, então “número dois” do regime norte-coreano, que mantinha um vínculo estreito com Pequim.

A decisão do líder norte-coreano de realizar testes nucleares também fez com que a China se unisse à iniciativa internacional, liderada pelos Estados Unidos, de impor sanções à Coreia do Norte – o que afetou ainda mais aos laços com Pyongyang.

A relação entre os dois países começou a mudar neste ano, após um processo de distensão e, sobretudo, as duas reuniões que Kim e Xi tiveram em março e abril.

A primeira viagem de líder norte-coreano ao país vizinho foi a primeira viagem internacional de Kim desde 2011, quando sucedeu o pai, Kim Jong Il.

Relação com os EUA

Kim melhorou também a sua relação com o presidente americano, Donald Trump. Os dois líderes fizeram um encontro histório na terça-feira (12), em Singapura, após uma verdadeira “guerra verbal” travada pelos dois ao longo de 2017.

Trump disse nesta sexta-feira (15) que “resolveu em grande parte” o problema nuclear da Coreia do Norte, pois o encontro e a “boa relação” entre ambos tornaram possível o processo supervisionado de desmantelamento do arsenal nuclear do país.

“Eu dei um número direto para que ele possa ligar se tiver algum problema. Eu posso ligar para ele. Temos uma boa comunicação, e isso é bom”, afirmou Trump em conversa com jornalistas nos jardins da Casa Branca.

Segundo o presidente americano, o perigo de uma guerra nuclear com a Coreia do Norte era real e estava na agenda americana. O tema, inclusive, foi tratado em novembro de 2016 por Trump com o então presidente dos EUA, Barack Obama.

“Quando eu me reuni com Barack Obama, ele me disse que o maior problema dos Estados Unidos, de longe, era a Coreia do Norte”, afirmou o atual mandatário do país. “Eu resolvi esse problema. Essa questão está resolvida em grande parte”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *