Justiça de Búzios determina lockdowm e população planeja protesto

Na tarde desta última quarta-feira (16), o juiz Raphael Baddini, titular da Segunda Vara de Armação de Búzios, obrigou o município a restringir suas atividades, conforme decreto de número 1.366 de março deste ano, início da pandemia de Covid-19. A decisão começa a valer a partir desta quinta-feira e, caso não for obedecida, a prefeitura sofrerá multa diária de R$ 100 mil.

Insatisfeita com a medida, a população de Armação dos Búzios planeja um protesto para ser realizado nesta quinta-feira (17), em frente ao Fórum da cidade, por volta das 9h. De acordo com o informativo, a manifestação será pacífica, e todos devem seguir os protocolos de segurança como o uso de máscara, álcool em gel e distanciamento social.População planeja  protestar

Entenda o caso

A medida severa veta toda a flexibilização já determinada pela Prefeitura, que terá que agir para o fechamento de praias, espaços esportivos, comércios e meios de hospedagem. Restaurantes passam a funcionar por delivery, deixando o funcionamento apenas para meios essenciais como farmácias, supermercados, depósitos de gás e etc.

A Prefeitura anunciou que vai cumprir a determinação judicial, mas enquanto isso irá analisar com o departamento jurídico um eventual recurso. A decisão judicial se baseia no Termo de Ajustamento de Conduta feito pela Defensoria Pública em julho e que até o momento não teria sido cumprido pelo governo da cidade.

No termo, a Prefeitura teria se comprometido a fazer 17 leitos de UTI para paciente com Covid-19, mas atualmente a cidade tem apenas 11. O executivo da cidade insiste que tem cumprido o TAC e que o número de leitos de internação vem aumentando, além da montagem de uma tenda para atendimento de infectados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TV Prefeito