Itaboraí será modelo de cidade inclusiva e acessível para todo o Brasil

Na comemoração dos sete anos de atividade da Clínica Escola do Autista, em Venda das Pedras, nesta quinta-feira (15/04), o prefeito Marcelo Delaroli recebeu a primeira-dama do Brasil, Michelle Bolsonaro, e da ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, para conhecer o método pioneiro de Itaboraí na inclusão de crianças, jovens e adultos autistas.

Em uma solenidade marcada pela emoção, o prefeito de Itaboraí, Marcelo Delaroli, anunciou a intenção de levar a Clínica Escola do Autista para um lugar maior e mais centralizado para melhorar o acesso das famílias das crianças autistas.

O chefe do Executivo também realizou a entrega de uma placa de homenagem para a fundadora da instituição e idealizadora da lei federal de Proteção aos Direitos da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista, Berenice Piana, e outra para primeira-dama, Michelle Bolsonaro.

Clínica Escola do Autista - PMI (1)

“Estamos nessa luta juntos! Queremos ampliar muito essa escola de Vendas das Pedras. E vamos abrir uma outra clínica escola no distrito de Manilha. Hoje temos cerca de 200 crianças de Itaboraí na fila de espera e mais de mil da região. E tudo isso é por vocês terem se tornado referência com essa metodologia diferenciada”, disse o prefeito Marcelo Delaroli.

Inaugurada em 2014, a criação da Clínica Escola do Autista em Itaboraí foi fruto da mobilização local de famílias de autistas e da própria fundadora da escola. Na unidade, os pacientes alunos contam com terapias de saúde planejadas dentro de um processo personalizado e multiprofissional que promove a inclusão nas práticas sociais tendo como vertentes o acesso à Educação e Saúde de forma gratuita.

“Acompanhei a luta da Berenice nos bastidores para aprovar o estatuto. Foram 14 anos de briga e até hoje não conseguimos a regulamentação integral no parlamento. Estou emocionada por está aqui, Itaboraí tem uma história nessa luta pela inclusão. Quero que seja reconhecida no mundo como a cidade da inclusão e da acessibilidade. Se o prefeito aceitar, quero trazer para Itaboraí alguns projetos pilotos do nosso Ministério e transformá-la em modelo no Brasil”, propôs a ministra Damares Alves que imediatamente recebeu a resposta do prefeito Marcelo Delaroli com o “aceito”.

Clínica Escola do Autista - PMI (3)

A abertura do evento contou com a participação do aluno da Clínica Escola, Felipe Menezes, que fez a Oração do Autista. Logo em seguida, foi transmitido um vídeo com uma apresentação musical do tenor cego e autista, Saulo Laucas, que emocionou os presentes e até a primeira-dama do Brasil, Michelle Bolsonaro.

“Finalmente estou aqui conhecendo a Escola do Autista e sua fundadora. Essa causa é muito cara para nossos corações. Minha missão é dar voz aos que não tinham voz. Esse governo tem um olhar especial para todos. Vamos combater o preconceito com informação e muito amor”, disse Michelle Bolsonaro, que agradeceu especialmente ao esposo da Berenice Piana por não ter abandonado a família, realidade muito comum quando as famílias recebem o diagnóstico de um filho com autismo.

Estavam também presentes no evento, a primeira-dama de Itaboraí, Pamela Delaroli; o deputado federal Altineu Cortes; a juíza titular da Vara da Infância e Juventude de Itaboraí, Rosana Albuquerque França; além de toda a equipe da Casa Azul.

“Se dermos oportunidade aos autistas, eles podem fazer coisas incríveis. Quando eu vi a primeira-dama fazendo libras na posse tive a certeza que era o governo que iria fazer a diferença e trazer a solução para o autista. Se um autista pode, nós podemos tudo. Nós podemos fazer a diferença, essa casa é a prova disso. Aqui implementamos tudo que está previsto na lei federal. É isso que temos que levar para o Brasil”, disse também emocionada a fundadora da Clinica-Escola do Autista, Berenice Piana que ainda entregou lembranças feitas pelo filho que tem autismo severo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: