Israel ironiza palestinos com trecho do Alcorão e diz que está sob ataque

A conta oficial do Twitter de Israel em árabe publicou, nesta 3ª feira (18.mai.2021) uma imagem de uma explosão na cidade Rafah, no sul da Faixa de Gaza, em 13 de maio deste ano. Na publicação, o governo de Israel incluiu um trecho do Alcorão, o livro sagrado dos muçulmanos. O post foi interpretado como um ataque à Palestina e ao islamismo.

Você não viu como teu Senhor lidou com os companheiros do elefante?“, diz o tweet.

No livro sagrado do Islã, esse trecho está no 105º capítulo (surata). O texto do Alcorão é uma sura de Meca que consiste em 5 versos. “O Elefante” — al-Fil — se refere a acontecimentos durante o ano de nascimento de Maomé, o profeta do islamismo.

Os companheiros do elefante seriam o exército de Abraha que andava sobre os animais. Esse grupo teria tentado subjugar os muçulmanos da cidade de Kaabah e destruir seus locais sagrados. Alá [Deus] teria ajudado os fiéis mandando pássaros soltarem pedras nos invasores.

Israel utilizou o trecho para acusar a Palestina de violência contra o país. A publicação gerou diversas críticas sobre intolerância religiosa. Os internautas também comentaram que o perfil do governo israelense estava distorcendo o significado das escrituras do Islã para atacar os palestinos.

As tensões aumentaram entre Israel e Palestina na última semana, com ataques constantes em Gaza. Israel proibiu a entrada e livre circulação de palestinos em locais de Jerusalém que são sagrados tanto para o islamismo quanto para o judaísmo.

Na 2ª feira (17.mai), a conta oficial de Israel no Twitter fez uma série de postagens com emojis de foguetes. No total são 12 tweets com as imagens. De acordo com Israel, as figuras representam o total de foguetes lançados pelo grupo islâmico Hamas em seu território. O governo afirma que o país está sob ataque.

Só para dar a todos vocês uma perspectiva, esta é a quantidade total de foguetes disparados contra civis israelenses. Cada um desses foguetes foi feito para matar. #IsraelSobAtaque

A publicação indignou muitos internautas. Muitos deles postaram imagens de palestinos feridos depois de ataques israelenses, incluindo crianças. Também questionaram quantos foguetes foram lançados por Israel contra Gaza. O número é desconhecido.

Porque vocês não dizem o número de foguetes lançados contra a Palestina?“, pergunta um usuário do Twitter. “Eu vou te dizer porquê. Porque o número é realmente grande e precisaria de ao menos um mês para criar os tweets e quando vocês terminasses mais foguetes teriam sido disparados. Certo?“, completou.

O Estado de Israel é depravado – este tweet é doentiamente cruel e vingativo“, disse outro.

Segundo o Ministério da Saúde de Gaza, até essa 3ª feira (18.mai.2021), o número de palestinos mortos nos ataques aéreos de Israel é de 213. Dentre essas pessoas, 61 eram crianças, 36 eram mulheres e 16 eram idosos. Também há registro de 1.442 pessoas feridas e 40.000 famílias desabrigadas.

Em Israel, até o momento, 10 pessoas morreram, incluindo duas crianças.

O ELEFANTE

A surata é escrita na forma interrogativa .Não viste como o teu Senhor tratou com os donos dos elefantes?Ele não fez de seu desígnio traiçoeiro uma ocasião para levá-los ao erro;enviar contra eles bandos de pássaros,que lança sobre eles pedras de barro cozido;e torná-los como as folhas de milho comidas pelo gado?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: