fbpx

Investigado no STF, Bolsonaro insiste em apresentar pedido de impeachment de ministros

Apesar dos conselhos de auxiliares e aliados, o presidente Jair Bolsonaro reafirmou nesta terça-feira que irá apresentar um pedido de impeachment contra os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso.

— Eu vou entrar com um pedido de impedimento dos ministros no Senado. O local é lá. O que o Senado vai fazer? Está com o Senado agora, independência. Não vou agora tentar cooptar senadores, de uma forma ou de outra, oferecendo uma coisa para eles etc etc etc, para votar o impeachment deles — disse o presidente, em entrevista à rádio Capital Notícia, de Cuiabá (MT).

Como o GLOBO mostrou, parte do chamado grupo pragmático que Jair Bolsonaro tenta demover o presidente da promessa. O principal argumento é que o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), já sinalizou que não dará prosseguimento ao processo e, portanto, o gesto de Bolsonaro poderia abrir um desgaste com o comando da Casa.

Bolsonaro também chamou de “barbaridade” a decisão do corregedor-geral do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luis Felipe Salomão, de determinar que as plataformas digitais suspendam o repasse de dinheiro para canais investigados por propagação de informações falsas sobre as eleições brasileiras.

— (Alexandre de Moraes) Está fazendo barbaridade agora, juntamente com o ministro do Tribunal Superior Eleitoral, o senhor Salomão, que resolveu em uma canetada mandar desmonetizar certas páginas, de pessoas que tem criticado a falta de mais transparência por ocasião do voto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: