Instituto Médico Legal de Cabo Frio é reaberto após reforma com recursos da Faperj

Governador Cláudio Castro esteve na reinauguração do espaço, nesta sexta-feira (09/07), que atenderá a população do município e cidades vizinhas da Região dos Lagos


O governador Cláudio Castro esteve, nesta sexta-feira (09/07), na cerimônia de reabertura do novo posto de Instituto Médico Legal (IML), em Cabo Frio, cidade da Região dos Lagos. O espaço, ligado à Secretaria de Polícia Civil, estava fechado há cerca de cinco anos e foi reformado com recursos da Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj), vinculada à Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia e Inovação (Secti). Foram investidos, aproximadamente, R$ 56 milhões nas obras de modernização do local, que, além de atender a população de Cabo Frio, também receberá demandas das cidades de Arraial do Cabo, Armação de Búzios, São Pedro da Aldeia, Iguaba Grande, Araruama, Saquarema, Rio Bonito e Silva Jardim.

– Uma política de segurança pública estruturada necessita das polícias Civil e Militar fortes. Nosso trabalho é que tenhamos uma segurança pública técnica e de qualidade. O sucateamento dos IMLs e da Polícia Civil geram impunidade, que também faz com que haja o aumento da criminalidade. Isso faz com que tenhamos uma política de segurança pública equivocada, que coloca a vida da população e do policial em risco – lembrou o governador.

A reforma geral do prédio contemplou a recuperação de telhado, a pintura e a restauração das partes elétrica e hidráulica. Além disso, a sala de necropsia também passou por manutenção e foram instalados aparelhos de ar-condicionado novos no local.

– Por muito tempo, as pessoas que perderam seus parentes tinham que se deslocar para as cidades próximas para dar prosseguimento ao processo de sepultamento dos corpos. Reabrir o IML é resgatar a dignidade humana no momento de maior dor e sofrimento. As obras foram custeadas pela Faperj e teve todo o acompanhamento técnico da Polícia Civil. Vale dizer ainda que há no local um plano de descarte de resíduos em virtude da proximidade ao canal – afirmou o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Dr. Serginho.

O posto funcionará em regime de plantão, 24 horas por dia, onde vão atuar médicos legistas, técnicos e auxiliares de necropsia, papiloscopistas, além do pessoal de apoio administrativo. No local, vão ser realizados os exames de corpo de delito e necropsias, de responsabilidade do Departamento-Geral de Polícia Técnico-Científica (DGPTC), da Polícia Civil, e, ainda, o Serviço de Verificação de Óbito (SVO), que cabe à prefeitura.

– Um dos compromissos desta gestão da Polícia Civil é reabrir os IMLs do interior fluminense. Exatamente para minimizar o sofrimento da população que tem que enterrar seu parente e que, agora, não vai mais precisar ir a São Gonçalo ou a Macaé para isso. A Polícia Civil se sente valorizada com esta ação e, principalmente, entrega à população uma obra para que se tenha menos dor da hora da morte de um familiar – disse o secretário de Polícia Civil, delegado Allan Turnowski.

O Serviço Médico Legal de Cabo Frio atenderá os municípios de Arraial do Cabo, Armação de Búzios, São Pedro da Aldeia, Iguaba Grande, Araruama, Saquarema, Rio Bonito e Silva Jardim.

Nova Faetec em Iguaba e futuro cinema em São Pedro da Aldeia

Pela manhã, o governador esteve em Iguaba Grande e inaugurou uma nova unidade da Faetec. Para o segundo semestre deste ano, cerca de 150 vagas em sete cursos de qualificação profissional serão oferecidas à população.

Cláudio Castro também visitou o local onde será construído um cinema em São Pedro da Aldeia através do programa ‘Cinema da Cidade’. Fruto de uma parceria entre a Secretaria de Cultura e Economia Criativa e a Agência Nacional do Cinema (Ancine), a ação prevê a instalação de salas de projeção em cinco cidades do interior do Rio de Janeiro. Só em São Pedro da Aldeia, com as obras da sala – ao custo de R$ 3 milhões e cerca de 10 meses de duração – serão gerados 40 empregos diretos.

Castro também esteve nas obras do novo Centro de Abastecimento de São Pedro da Aldeia, uma construção da iniciativa privada, que será o maior centro de abastecimento de alimentos e logística do interior do estado. O funcionamento será nos moldes do Cadeg, na capital, e tem a expectativa de gerar em torno de dois mil empregos, entre diretos e indiretos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: