fbpx

INSS vai revisar cerca de 200 mil auxílios-doença autorizados em 2020

Quase 200 mil auxílios-doença do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) serão revisados. A Previdência vai investigar as concessões feitas em 2020, quando as agências ficaram fechadas por conta da covid e os segurados tiveram direito ao benefício sem passar por perícia médica.

Os segurados que não fizeram a comprovação médica receberam R$ 1.045 até que a perícia fosse feita. Se a pessoa tiver direito a um benefício maior, receberá a diferença em atraso.

Por exemplo, um segurado tinha direito a um auxílio-doença no valor de R$ 3.000, mas com a antecipação, esse beneficiário obteve apenas R$ 1.045. Se ficarem comprovadas a incapacidade e o direito ao valor maior, esse trabalhador precisa receber uma diferença de R$ 1.955.

De acordo com o INSS, 3 milhões de pedidos de antecipação foram feitos em todo o Brasil, sendo que um milhão de solicitações foram concedidas e ainda há 200 mil revisões em análise, segundo informações da Folha de São Paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: