Indonésio tem que escolher entre salvar mulher ou mãe e filho durante tsunami

AP Photo/Tatan Syuflana

Udin Ahok passou por uma situação bem difícil por conta do tsunami que invadiu as ilhas do Estreito de Sunda, na Indonésia. O homem de 46 anos teve que escolher entre salvar a vida de sua mulher ou as de sua mãe e filho pequeno. O tsunami aconteceu no sábado (21) e deixou mais de 420 mortos.

O indonésio já tinha se deitado para dormir quando viu sua casa ir abaixo por causa da água que invadiu sua aldeia, na ilha de Sumatra. Tratava-se de uma onda gigante provocada pela erupção do vulcão Anak Krakatoa.

Ahok teve pouco tempo para pensar. Correu para onde dormiam sua mãe de 70 anos e seu filho, de apenas um, mas viu que sua esposa estava quase se afogando. Ele correu para salvar sua mulher e não conseguiu fazer o mesmo por sua mãe e filho.

“Não tive tempo de salvá-los. Lamento muitíssimo. Minha única esperança é que eles se encontrem ao lado de Deus”, disse o indonésio em meio a lágrimas e soluços.

Ahok está agora em um dos centros de emergência que acolhe milhares de desabrigados, vítimas do desastre.

Entre as várias histórias que terminaram em tragédia, Sulistiwati, moradora de Way Muli, foi um dos exemplos de sorte. Grávida de seis meses, a moça foi salva por um vizinho que a viu no momento em que ela caiu na água.

“Por sorte, ele me viu e me tirou da onda. Corremos até as áreas mais altas com os outros vizinhos. Não imaginava que eu fosse capaz de correr tão rápido estando grávida. Dava tanto medo. Esperamos horas até as águas baixarem”, contou a sobrevivente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TV Prefeito