Indígenas denunciam novo ataque de garimpeiros na terra Yanomami, em RR

A HAY (Hutukara Associação Yanomami) denunciou na manhã desta segunda-feira (17) um novo ataque de garimpeiros contra uma aldeia em Palimiú, na Terra Indígena Yanomami, em Roraima. Segundo a HAY, na noite deste domingo (16) um grupo de garimpeiros em 15 barcos disparou tiros na mesma comunidade que já havia sido alvo de outro ataque no último dia 10.

Como resultado do primeiro ataque em uma semana, segundo os indígenas, duas crianças ianomâmis morreram afogadas durante a correria e o pânico que se instalaram na aldeia em meio aos tiros. Outras cinco pessoas saíram feridas, das quais um indígena e quatro garimpeiros, de acordo com os ianomâmis. Um dia depois, uma equipe da Polícia Federal que foi ao local averiguar o conflito também trocou tiros com garimpeiros.

Além disso, foi reportado pela HAY um outro ataque em abril, quando os indígenas bloquearam uma embarcação de garimpeiros no rio Uraricoera. O mais recente ataque à aldeia, de acordo com a HAY, foi informado por telefone às 21h40 do domingo pelos indígenas de Palimiú.

“Segundo disseram os Yanomami, eram 15 barcos de garimpeiros se aproximando contra a comunidade. Os Yanomami disseram que além dos tiros, havia muita fumaça e que seus olhos estavam ardendo, indicando o disparo de bombas de gás de gás lacrimogêneo contra os indígenas. Os Yanomami estavam muito aflitos, e gritavam de preocupação ao telefone. Ao fundo, era possível escutar o som dos tiros. A situação era grave”, diz a nota subscrita pelo líder Dário Kopenawa Yanomami.

A HAY disse ter informado o conflito à Funai (Fundação Nacional do Índio), à Polícia Federal, à Brigada de Infantaria de Selva do Exército e ao Ministério Público Federal. Pediu a instalação de “um posto avançado emergencial na comunidade Palimiú, com o objetivo de manter a segurança no local e no rio Uraricoera” e apoio logístico do Exército imediato “para garantir a manutenção da segurança no local”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: