Incidente envolvendo voo da Latam entre Austrália e Nova Zelândia deixa cerca de 50 feridos

Cerca de 50 pessoas ficaram feridas em um voo da Latam entre a Austrália e a Nova Zelândia nesta segunda-feira (11) depois que o avião perdeu altitude subitamente, fazendo alguns tripulantes e passageiros baterem a cabeça no teto.

Havia manchas de sague no interior da aeronave, segundo testemunhas. Ao todo, 12 pessoas precisaram ser levadas ao hospital.

O voo fazia a rota entre Sydney e Santiago, com uma escala em Auckland. Durante o trecho entre a Austrália e a Nova Zelândia, passageiros relataram ter sentido uma perda súbita de altitude, fazendo com que pessoas fossem lançadas ao teto da cabine, de acordo com a imprensa da Nova Zelândia.

Um avião pode mudar de altitude subitamente em razão, por exemplo, de uma turbulência ou da necessidade de descida rápida por uma descompressão. A Latam não informou as causas do incidente.

Segundo a empresa, um “evento técnico” causou um forte movimento do Boeing 787 que fazia o voo. Apesar do incidente, o pouso ocorreu dentro do horário programado.

De acordo com o site Flightradar24, que monitora voos em todo o mundo, “não houve perda significativa de altitude durante o voo”. “[Esse episódio] serve para mostrar que o mais seguro é manter os cintos de segurança afivelados durante o voo enquanto se está sentado”, informou o site em sua conta no X (antigo Twitter).

‘Parecia “O Exorcista”‘

Em depoimento ao jornal “NZ Herald”, um passageiro conta que o avião “simplesmente caiu” em pleno voo: “Não havia turbulência, a gente estava voando suavemente o tempo todo. Eu cochilei e, por sorte, estava com meu cinto de segurança”, diz o homem identificado como Brian Jokat.

Ele relata que viu um passageiro próximo “voando” e batendo no teto. “Eu pensei que estava sonhando. Abri meus olhos e ele estava de costas no teto, olhando pra mim. Parecia ‘O Exorcista’.”

“Os passageiros começaram a gritar. Eu senti como se o avião tivesse embicado pra baixo. Parecia que ele estava no topo de uma montanha-russa”, afirma Jokat, ao jornal.

De acordo com o hospital Hato Hone St John, uma pessoa foi atendida em estado grave, enquanto as demais apresentaram quadro moderado ou leve.

Entre as vítimas que precisaram ser levadas ao hospital estão três tripulantes. Sete ambulâncias e outros veículos auxiliares foram até a pista do aeroporto para prestar socorro aos feridos.

A Latam afirma que todos os passageiros e tripulantes tiveram assistência imediata e foram avaliados pela equipe médica do aeroporto.

Por causa do ocorrido, o voo até Santiago acabou sendo cancelado. Uma nova viagem foi marcada para terça-feira (12). A empresa disse que fornecerá hospedagem e alimentação aos passageiros.

Até a publicação desta reportagem outros detalhes sobre as circunstâncias do incidente não haviam sido divulgados. Também não há informações sobre o número total e nacionalidade dos passageiros.

A Latam informou que lamenta os transtornos e prejuízos que a situação pode ter ocasionado. Leia a nota a seguir.

Nota da Latam

O Grupo LATAM Airlines informa que o voo LA800 (Sydney-Auckland) registrou um evento técnico que causou uma forte movimentação da aeronave durante o voo. A aeronave pousou às 16h26 (horário local) no aeroporto de Auckland, conforme programado.

Como resultado do incidente, 10 passageiros e 3 tripulantes de cabine foram levados ao Hospital Middlemore para verificar o seu estado de saúde. Não há feridos graves.

Com o cancelamento do trecho Auckland-Santiago, foi definido um novo voo (LA1130) para 12 de março de 2024, com partida prevista de Auckland às 20h (horário local) com destino ao Chile. A LATAM está oferecendo alimentação e hospedagem aos passageiros afetados pela suspensão do voo.

O Grupo LATAM Airlines lamenta os transtornos desta situação para os seus passageiros e reforça o seu compromisso com a segurança como um valor inegociável das suas operações.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *