Imprensa internacional repercute participação de Bolsonaro em ato que pedia intervenção militar

O presidente Jair Bolsonaro discursa, na tarde deste domingo (19), para manifestantes que protestavam a favor da intervenção militar e pelo fechamento do Congresso Nacional em frente ao Quartel General do Exército, em Brasília. — Foto: Gabriela Biló/Estadão Conteúdo

Jornais pelo mundo repercutiram a participação neste domingo (19) do presidente Jair Bolsonaro em protesto em Brasília que pedia intervenção militar e o retorno do AI-5, instrumento da ditadura militar que fechou poderes e instituiu a censura no Brasil.

‘The Washington Post’ — Estados Unidos

O jornal norte-americano reproduziu material da agência Associated Press que relatava a presença de Bolsonaro no protesto. No primeiro parágrafo, a reportagem destaca que a participação do presidente gerou fortes críticas no meio político e que ele desrespeitou as recomendações do próprio Ministério da Saúde para manter o distanciamento social.

‘Clarín’ — Argentina

O “Clarín” chamou Bolsonaro de “sempre polêmico” e deu destaque ao repúdio de juízes e governadores ao presidente pela participação aos “atos pró-ditadura”. Segundo o jornal argentino, o fato “intensificou a tensão institucional” no Brasil.

Le Figaro — França

A reportagem do “Figaro” destaca que Bolsonaro discursou a manifestantes anti-confinamento que pediam intervenção militar e fechamento do Congresso. No texto, o jornal francês destacou a declaração do presidente de que não queria “negociar nada”.

Diário de Notícias — Portugal

O jornal português repercutiu a presença de Bolsonaro no protesto em Brasília e relembrou que a intervenção militar pedida por manifestantes é proibido por lei. Além disso, o “Díario” afirmou que o presidente contrariou recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do próprio Ministério da Saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: