Imagem de satélite flagra cerca de 100 balsas de garimpo no Rio Madeira

Imagens de satélite divulgadas pelo Greenpeace nesta quarta-feira indicam uma nova concentração de balsas de garimpo no Rio Madeira. Segundo a ONG, ao menos 100 balsas estão ancoradas na região da comunidade de Fortaleza do Bom Intuito.

Em julho, o Greenpeace disse ter rastreado ao menos 20 balsas de garimpo no rio Madeira. No início de agosto, a PF disse ter queimado 23 balsas na área. Oito meses antes, em novembro de 2021, uma megaoperação da Polícia Federal que destruiu e confiscou 130 embarcações do tipo.

Naquele mês, o rio Madeira abrigou uma espécie de “cidade flutuante” formada por mais de 300 balsas de garimpo enfileiradas, na altura do município de Autazes (AM).

Diante da repercussão internacional das imagens do agrupamento de garimpos, a região foi alvo de uma ação conjunta entre a Polícia Federal e o Ibama.

Os agentes usaram lanchas e helicópteros para interceptar as dragas que navegavam pelo rio. Na ocasião, os garimpeiros já haviam dito ao GLOBO que regressariam quando a poeira baixasse.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.