fbpx

Hugo Calderano vai às quartas e alcança resultado histórico no tênis de mesa

O Brasil fez história mais uma vez no tênis de mesa. Depois de dois mesa-tenistas nas oitavas pela primeira vez em todas as edições das Olimpíadas, foi a vez de Hugo Calderano conseguir uma classificação inédita para as quartas de final ao bater o sul-coreano Jang Woojin, número 12 do ranking, por 4 sets a 3, parciais de 11/7, 9/11, 6/11, 11/9, 4/11, 11/5 e 11/6.

Hugo Calderano em ação nas Olimpíadas de Tóquio — Foto: Wander Roberto / COB

Com o resultado, o brasileiro superou seu próprio desempenho na Rio 2016, quando parou nas oitavas, assim como a campanha de Hugo Hoyama em Atlanta 1996. Esperança de pódio em Tóquio, Hugo Calderano encara nas quartas o alemão Dimitrij Ovtcharov. O jogo será nesta quarta-feira (28), às 9h (de Brasília).

O jogo

Em uma partida muito disputada, Hugo começou aliando potência e variação, surpreendendo o sul-coreano com ótimos saques. No primeiro set, o brasileiro engatou uma boa sequência, venceu quatro pontos na parte final e levou a melhor por 11/7. O duelo seguiu equilibradíssimo, com as parciais sendo definidas no detalhe. No segundo, Jang Woojin cedeu menos pontos de graça e, contando com alguns erros de Calderano, fechou em 11/9.https://tpc.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

O terceiro set teve um sabor amargo para o brasileiro, que chegou a abrir 4/2, mas viu o sul-coreano emplacar uma sequência de sete pontos e ganhar confiança dentro do jogo ao fechar em 11/6. Precisando segurar o ímpeto do adversário, Hugo veio mais firme para a quarta parcial, ficou em vantagem durante grande parte e, frustrando a tentativa de reação de Jang Woojin, venceu por 11/9, deixando tudo igual.

Hugo Calderano nas Olimpíadas de Tóquio 2020 — Foto: Wander Roberto / COB

O quinto set do brasileiro foi muito abaixo. Sem apresentar o mesmo nível das parciais anteriores, o mesa-tenista do Brasil foi dominado pelo sul-coreano, que fechou em 11/4 sem dificuldades. Em desvantagem no confronto, Hugo não se deixou abater apesar da tensão, apostou na ofensividade para mudar o panorama e foi bem no quarto set, levando a melhor por 11/5.

A decisão ficou então para a sétima e última parcial, onde o equilíbrio perdurou até o fim. Porém, a experiência e a consistência do brasileiro foram decisivas diante de um sul-coreano que sentiu a pressão e cometeu erros bobos. Com um belo backhand, Hugo Calderano decretou a vitória por 11/6 e colocou o Brasil nas quartas dos Jogos Olímpicos pela primeira vez na história.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: