21 de julho de 2024

TV Prefeito

Portal de notícias dos municípios com videos e entrevistas. Cobertura diária das cidades das regiões: Metropolitana, Serrana, Lagos, Norte, Noroeste, Médio Paraíba e Centro Sul do estado do Rio de Janeiro. O melhor da notícia está aqui.

Hospital Geral de Nova Iguaçu se destaca na captação de órgãos e tecidos para transplantes

O Hospital Geral de Nova Iguaçu (HGNI), pela primeira vez em sua história, realizou quatro captações de órgãos no mesmo dia. Os procedimentos foram realizados entre a última quinta (22) e sexta-feira (23). No total, foram captados quatro pares de córneas, três pares de rins, três fígados, um coração e tecidos, que poderão beneficiar um número significativo de pessoas que estão aguardando por transplante.

O HGNI vem desempenhando um papel importante para ajudar a reduzir a fila de espera pela doação de um órgão no Brasil. De janeiro a maio deste ano, a unidade já realizou 31 notificações sobre possíveis doadores ao Programa Estadual de Transplantes (PET) e 17 captações de órgãos, o que representa cerca de 60% do total de procedimentos feitos em 2022. A expectativa é que os números possam aumentar ainda mais graças ao trabalho da equipe da Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes (CIHDOTT).

“Estamos com um número maior de funcionários, que permite identificar mais casos de morte encefálica, além de fazer a manutenção do corpo. Por causa desse trabalho e da sensibilidade dos familiares, conseguimos aumentar o número de captações de órgãos”, explica a médica coordenadora da CIHDOTT, Roberta Carvalho.

Embora tenha um protocolo específico a ser seguido pelas equipes, a doação de órgãos só é feita após autorização dos familiares do paciente, peça fundamental para a realização dos procedimentos, como aconteceu na última semana. Após essa etapa, o HGNI entra em contato com o PET, que envia cirurgiões especialistas para realizar as cirurgias de captação.

“Nossa intenção é chegar próximo do potencial de captação de órgãos que o HGNI, por ser um hospital de trauma, tem. Isso é muito importante, pois ainda há pessoas morrendo na fila de espera pela doação de um órgão”, completa a médica.

Para ser doador de órgãos é importante a pessoa comunicar à família o desejo de realizar a doação. Não é necessário deixar a vontade expressa em documentos ou cartórios, basta que sua família atenda ao seu pedido e autorize a doação de órgãos e tecidos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *