fbpx

Homem é preso suspeito de tentar matar a ex-companheira com facadas e socos em Paracambi

Um homem foi preso na quarta-feira (11), em Paracambi (RJ), suspeito de tentar matar a ex-companheira com facadas e socos.

Segundo a Polícia Civil, ele foi encontrado em uma instituição psiquiátrica desativada, onde havia se escondido, após dois dias de buscas e investigação.

O homem foi levado para a delegacia de Paracambi e vai responder por tentativa de feminicídio.

O crime aconteceu na última segunda-feira (9). Ainda de acordo com a Polícia Civil, por volta de 10h daquele dia, ele invadiu a casa da ex-companheira e “desferiu nove golpes de faca contra ela, além de quebrar os dentes e maxilar com diversos socos no rosto”.

O homem fugiu quando vizinhos chegaram ao local para socorrer a vítima. A mulher foi levada para o Hospital Pedro II, onde foi atendida e ficou internada.

No mesmo dia, as investigações foram iniciadas, com o depoimento da vítima colhido pelos policiais na unidade médica e a perícia no local do crime. Uma faca foi apreendida.

“Após a realização de perícia de local e coleta de outros elementos que demonstravam a autoria de maneira inequívoca, a autoridade policial titular da 51ª DP [Paracambi], no dia 10 de agosto representou pela prisão temporária do autor, medida que foi deferida pelo Juízo da Vara Única de Paracambi”, explicou a Polícia Civil.

Homem é preso suspeito de tentar matar a ex-companheira com facadas e socos em Paracambi — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Policiais intensificaram as buscas pelo ex-companheiro da vítima e descobriram que ele estaria escondido em uma instituição psiquiátrica desativada, no bairro Lages, em Paracambi. A área é composta por diversos galpões e cercada por uma mata fechada, com aproximadamente 20 mil metros.

Para chegar até o suspeito, os agentes fizeram rondas com viaturas descaracterizadas e motocicletas. Na quarta-feira, o homem foi encontrado escondido dentro de um dos galpões. No local, havia uma coberta e uma camisa no chão.

Ao notar a presença dos policiais, ele fugiu para dentro da mata, mas foi perseguido e encontrado após uma varredura na área. Ele não resistiu à prisão.

Além da tentativa de feminicídio, o homem já respondia a outros dois processos por violência doméstica contra a mesma vítima, de acordo com os agentes.

“O inquérito policial prosseguirá para o cumprimento de outras diligências e, ao final, será relatado com representação da autoridade policial pela prisão preventiva do indiciado”, informou a Polícia Civil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: