Hamilton Mourão reforça Bolsonaro e diz que AI-5 “já passou”

O vice-presidente Hamilton Mourão (Republicanos) afirmou nesta segunda-feira (16/5) que o AI-5 “já passou” e faz parte da história do Brasil. “Cada fase da história do Brasil tem suas características e seus aspectos. Isso aí já passou, né? Quem nasceu em 1968 tem quantos anos hoje? 54?”,alegou.

Questionado sobre a razão de existirem pessoas que defendem o ato e a volta da ditadura, o vice-presidente rebateu que “tem gente que sai de foice e martelo ainda. Cada um com sua loucura.” A fala reforça uma declaração dada domingo (15/5) pelo presidente Jair Bolsonaro (PL). Ele foi perguntado sobre os atos de 7 de setembro e defendeu que quem considera as manifestações bolsonaristas de 7 de setembro e 1º de maio como antidemocráticas é “psicopata ou imbecil”.

“Não estou atacando de forma nenhuma. Só um psicopata ou imbecil para dizer que os movimentos de 7 de setembro e 1º de maio são atos que atentam contra a democracia. Quem diz isso é um psicopata ou imbecil”, afirmou Bolsonaro, após andar de moto e visitar feiras em Brasília. O presidente também pilotou uma moto aquática em “lanchaciata” organizada por seus apoiadores.

Na data, Bolsonaro emendou ainda que quem pede a volta do AI-5 é passível de “pena”. “Olha só, você acha que isso tem repercussão? O maluco levanta uma faixa lá ‘AI-5’. Existe AI-5? Você tem que ter pena do cara que levanta a faixa do AI-5. Você tem que chegar para ele: “Ô, amigo, o AI-5 foi lá na época dos anos 1960, que tinha ato institucional. Não existe isso. Você tem que ter pena dessa pessoa e não querer prender”, defendeu.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.