fbpx

Grupamento da Ronda Escolar de Mesquita completa 9 anos

Desde 2012, a Guarda Municipal trabalha ativamente nas unidades escolares da rede, protegendo o patrimônio público

Em julho, o Grupamento da Ronda Escolar (GRE) de Mesquita comemora 9 anos. Mas, nesse período, não chegou a se reunir para celebrar os feitos conquistados pelo grupo. Um jejum que foi rompido na última quinta-feira, dia 22 de julho, quando cerca de 40 agentes tomaram café da manhã juntos. O encontro aconteceu na própria sede da Guarda, em Santo Elias, onde foi possível manter os protocolos adequados em função da pandemia.

“Celebrar os 9 anos do grupamento, além de um prazer, é relembrar o que passamos desde a criação do decreto. Nós aprendemos muito no meio do caminho e, hoje, temos profissionais altamente capacitados para estar dentro das escolas, sendo designados conforme a peculiaridade de cada unidade e identificando a necessidade delas”, diz a coordenadora do Grupamento da Ronda Escolar, Paula Arruda.

O serviço é prestado pela Guarda Municipal e prioriza o cuidado e segurança da rede escolar do município. Dessa forma, também impacta na preservação do patrimônio público e ainda vai além, com palestras que informam e garantem uma aproximação entre os agentes de segurança e a própria população mesquitense.

Trabalho contínuo

Mesmo com o cenário epidêmico, o Grupamento da Ronda Escolar seguiu com o patrulhamento das unidades escolares. Isso porque a equipe entendeu que era preciso ter um olhar mais cuidadoso e centrado na prevenção e combate a qualquer tipo de delito. Além disso, um material didático foi entregue aos alunos, junto com as atividades escolares, para que o trabalho do grupamento tivesse continuidade nas casas de cada um.

A agente Jaqueline é parte integrante do Grupamento desde a sua criação e viu no ambiente escolar uma oportunidade de contribuir com a comunidade de forma integral. Fico feliz de ver como crescemos e não me vejo trabalhando em outro setor. Nós temos uma escola, a Marcos Gil, que é focada em alunos especiais. E eu sempre me sinto muito amada lá. Eles gostam de nós e é assim que sei que tivemos êxito em tudo que fizemos”, evidencia.

Proximidade com os alunos

Quem testemunhou a favor do trabalho da Guarda dentro das unidades escolares foi a subsecretária Municipal de Educação, Monique Rosa. A servidora enxerga os trabalhos de conscientização feitos nas escolas como um exemplo para as demais cidades. “Eles ajudam a desmistificar aquele olhar que a população tem sob a Guarda Municipal. Normalmente, as pessoas veem como algo mais afastado, distante ou até mesmo superior. Mas, com a Ronda Escolar, a gente consegue ter essa proximidade”, explica.

Os trabalhos de conscientização mencionados são feitos regularmente pelos agentes, que abordam temas como bullying e violência nas escolas. Como conta o agente Veríssimo. “Quando entrei na ronda escolar, descobri outra fase minha. Trabalhar com as crianças é querer se aprimorar cada vez mais. Nós estamos aprendendo e implantando coisas novas. Passamos a trabalhar, por exemplo, com palestras e teatro de fantoches. Tudo para auxiliar na conscientização dos alunos”, fala.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: