Grande Rio tem 11 crianças baleadas nos primeiros meses deste ano, aponta Fogo Cruzado

Somente nos primeiros 100 dias deste ano, 11 crianças foram baleadas no Grande Rio. Quatro delas morreram. O levantamento, feito pelo Instituto Fogo Cruzado, mostra que o número já é maior que todo o ano de 2022.
As operações policiais e as balas perdidas são os dois principais responsáveis por mortes violentas de crianças na Região Metropolitana, de acordo com o Instituto. Até o mês de março, 71,5% das crianças baleadas foram atingidas por bala perdida, enquanto 37,5% das vítimas foram atingidas durante operação policial.

Segundo o Fogo Cruzado, de janeiro a dezembro do ano passado, oito crianças foram baleadas no Grande Rio, sendo que duas morreram e seis ficaram feridas.

A última vítima foi Ester Assis de Oliveira, de 9 anos. Ela morreu após ser baleada durante um confronto entre criminosos de facções rivais na comunidade do Cajueiro, em Madureira, Zona Norte do Rio. Ester voltava da escola quando foi atingida.

A primeira criança baleada neste ano foi Juan Davi Souza Faria, de 11 anos. Ele foi atingido por uma bala perdida durante a comemoração do Réveillon em Mesquita, na Baixada Fluminense.

Lista de crianças baleadas em 2023
05/04 – Ester de Assis de Oliveira, 9 anos – Morta durante uma troca de tiros entre traficantes de facções rivais na Comunidade da Congonha, em Madureira, na Zona Norte do Rio.

26/03 – B. R., 7 anos – Ferido na coxa esquerda ao ser atingido durante um ataque a tiros na Vila Canaan, em Duque de Caxias. A vítima tem quadro de saúde estável.

10/03 – Maria Júlia da Silva Gomes, 1 ano e 8 meses – Ferida por uma bala perdida durante operação policial na Ladeira dos Tabajaras, em Copacabana, na Zona Sul do Rio.

01/03 – Menina, 11 anos – Ferida por bala perdida durante ação policial na Vila Aliança, em Bangu, na Zona Oeste do Rio.

19/02 – Bryan Rodrigues Horta, 6 anos – Ferido a tiros durante uma briga no Carnaval de Magé, na Baixada Fluminense.

19/02 – Maria Eduarda Carvalho Martins, 9 anos – Morta a tiros durante uma briga no Carnaval de Magé, na Baixada Fluminense.

19/02 – João Pedro Marques de Lima, 11 anos – Ferido a tiros durante uma briga no Carnaval de Magé, na Baixada Fluminense.

04/02 – Luiz Henrique Benicio de Farias, 5 anos – Ferido na perna por uma bala perdida enquanto lanchava com a mãe em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. A polícia ainda não sabe de onde veio o disparo.

02/02 – Menina, 8 anos – Ferida nas costas por uma bala perdida quando ocupantes de um veículo teriam disparado em direção ao quintal em que a menina e a família estavam no Jardim Catarina, em São Gonçalo.

25/01 – Rafaelly da Rocha Vieira, 10 anos – Morta por uma bala perdida em São João de Meriti, na Baixada Fluminense. Moradores contam que homens encapuzados invadiram a rua e começaram a disparar. Rafaelly brincava com outras crianças e foi atingida no tórax.

01/01 – Juan Davi de Souza Faria, 11 anos – Morto por uma bala perdida durante a comemoração do réveillon em Mesquita, na Baixada Fluminense. O menino estava na varanda de casa, quando foi atingido.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *