Governo inaugura duas escolas cívico-militares em São Gonçalo

O governador Wilson Witzel inaugurou, nesta quarta-feira (15), duas unidades de ensino cívico-militar em São Gonçalo. O Colégio Estadual Coronel PM Marcus Jardim, no Alcântara, e o Colégio Estadual Subtenente PM Marco Antônio Gripp, no Galo Branco, vão funcionar em horário integral e em parceria com a Polícia Militar. O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Educação, inaugurou este ano 12 novas unidades vocacionadas ao ensino cívico-militar, localizadas em dez municípios do Rio de Janeiro. Em 2019, outras duas já haviam sido instaladas. A meta é abrir 100 escolas desse modelo até 2022.

– Seremos o estado com mais escolas neste modelo. Mesmo com todas as dificuldades, entregamos 14 unidades de ensino. Além de São Gonçalo, as novas unidades estão situadas na capital, Rio Bonito, Areal, Carmo, Cordeiro, Araruama, Miracema, Santo Antônio de Pádua, Três Rios e Resende – frisou o governador Wilson Witzel.

As aulas nos dois colégios inaugurados começaram em meados de março. Devido a pandemia, o ensino tem sido realizado à distância.

– Vejam a importância das escolas cívico-militares. Estes dois colégios inaugurados hoje iniciaram suas atividades neste ano letivo e já apresentam um dos maiores percentuais de presença de alunos na plataforma de aprendizagem remota da Seeduc – disse Pedro Fernandes.

Nas escolas vocacionadas desse modelo, os estudantes participam das disciplinas da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), com aulas ministradas por professores da rede pública estadual, e também recebem conhecimentos específicos do eixo vocacionado ao ensino cívico-militar. 

 
Diferencial 

Pai de Matheus, de 15 anos, Antônio Marcos Fernandes espera que os valores militares sejam absorvidos pelo filho. O modelo pedagógico é para ele o grande diferencial.

– Decidimos colocar nosso filho primeiramente pelos princípios básicos do militarismo. Acho que isso está em falta no mundo. Princípios éticos, a questão do respeito do aluno ao professor e a disciplina precisa ser ensinada a nossos jovens – afirmou.

Luciana Perez Carvalho Alves, mãe de Erick, de 15 anos, surpreendeu-se com o suporte dado pela escola não somente aos estudantes, mas também aos pais dos alunos. Ela matriculou o filho no Colégio Estadual Subtenente PM Marco Antônio Gripp.

 – Estamos recebendo toda assistência. A direção da unidade criou um grupo de pais e nos informa de tudo, tirando dúvidas. Estou muito feliz, nunca tive este suporte em escola particular – contou.

Homenagens

O Colégio Estadual Coronel PM Marcus Jardim estava cedido a uma instituição privada de ensino que encerrou suas atividades em 2017. Três turmas do 1º ano do Ensino Médio, com 36 alunos, cada uma, já funcionam no espaço. A unidade de ensino homenageia o ex-comandante do 7º Batalhão da Polícia Militar e ex- secretário de Segurança Pública de São Gonçalo, Marcus Jardim.

O Colégio Estadual Subtenente PM Marco Antônio Gripp atende a 75 alunos do 1º ano do Ensino Médio, divididos em duas turmas. A previsão é que mais duas turmas sejam abertas em 2021 para atender a estudantes do 6º ano. O nome da escola homenageia o PM Marco Antônio Gripp que atuou por 11 anos no Bope e morreu durante uma operação policial em 2013. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: