fbpx

Governo do Rio propõe incorporação da Uezo à Uerj

Mensagem encaminhada à Alerj atende reivindicação da instituição da Zona Oeste

O Governo do Rio vai encaminhar à Assembleia Legislativa (Alerj) mensagem com a proposta de incorporação da Fundação Centro Universitário Estadual da Zona Oeste (Uezo) à Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj). A assinatura da medida foi feita pelo governador Cláudio Castro, nesta quarta-feira (27/10), em solenidade no Teatro Odylo Costa Filho, da Uerj, e atende a um antigo desejo de servidores, professores e alunos da Uezo.

Em plebiscito realizado em 2016, mais de 70% dos consultados foram favoráveis à incorporação. A iniciativa abre caminho, por exemplo, para que servidores e professores da Uezo ingressem nos planos de carreira da Uerj. Para a Universidade do Estado do Rio de Janeiro, significará uma presença mais efetiva na Zona Oeste, a mais populosa e com mais carências da capital.

– A universidade é um polo de sonhos, de formação de vida, de geração de conteúdo técnico e humano. Acredito que as nossas universidades são riquezas do nosso estado. Vamos fazer políticas públicas com caráter científico e de qualidade. Sem educação, ciência e tecnologia, nenhum estado sobrevive. Acredito que quem ganha com essa incorporação da Uezo à Uerj são os nossos jovens, que terão equipamentos de qualidade, com servidores que poderão prestar um serviço ainda melhor – ressaltou o governador Cláudio Castro.  

A proposta de incorporação foi oficializada publicamente pela Uezo em agosto em reunião entre as reitorias e representantes das duas instituições. No mês passado, as comissões de Educação e de Ciência e Tecnologia da Alerj manifestaram apoio à ideia durante audiência pública. O Conselho Universitário da Uerj também aprovou a proposta. Com a assinatura da mensagem do governador, um projeto de lei será discutido e votado pelos deputados estaduais.

– Hoje posso dizer que temos uma Uerj bem diferente daquela de antes da pandemia. Isso porque o governador Cláudio Castro acredita no potencial da universidade. A Uerj precisa estar viva e vibrante, como está atualmente. E isso é possível pela articulação de pessoas que querem a entrega de políticas públicas para os cidadãos. Será uma grande alegria ter a Uezo incorporada à Uerj, levando ainda mais políticas públicas à população da Zona Oeste – disse o reitor da Uerj, Ricardo Lodi.

A Uezo possui cerca de 2 mil alunos matriculados em dez cursos de graduação e três de pós-graduação, distribuídos em cinco áreas: Biologia, Computação, Farmácia, Engenharias e Tecnologia em Construção Naval. O corpo docente é formado por 103 profissionais, todos qualificados com doutorado. A instituição também dispõe de 25 técnicos em laboratório.

A reitora da Uezo, Luanda Moraes, enfatizou a importância da medida:

– Este é um momento de muita emoção. É a consolidação da universidade pública, gratuita, de qualidade e de referência. É mais uma materialização do compromisso com a prestação do serviço público. Agradeço ao governador Cláudio Castro por enxergar essa iniciativa como uma solução para melhor atender os estudantes da Zona Oeste. Com certeza, esta é uma medida de interesse público, que enriquece a população e enobrece o estado.

Homenagens

Durante a solenidade, o governador Cláudio Castro foi agraciado com o cargo de chanceler da Uerj. O presidente da Alerj, André Ceciliano, também foi homenageado com o título de Grão-Oficial da Ordem do Mérito José Bonifácio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: