fbpx

Governo do Estado assina contrato com BNDES para estudos do novo bloco de saneamento

O Governo do Estado do Rio de Janeiro assinou, na terça-feira (30/08), o contrato com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para a elaboração das análises técnicas da concessão do novo bloco de saneamento. O leilão, que está previsto para o final do ano, aponta para um ágio inicial de cerca de R$ 2,6 bilhões, que poderá mudar com a entrada de novas cidades.

– A concessão dos serviços de saneamento é o maior projeto socioambiental do país. Desde abril, após a realização do primeiro leilão, nossa equipe começou a trabalhar incansavelmente para formatar essa nova modelagem. O Estado do Rio vive um antes e depois desse projeto, teremos um marco para a população que terá mais acesso aos serviços de saneamento – disse o governador Cláudio Castro.

RIO DE JANEIRO, RJ, 04.07.2017: PALÁCIO GUANABARA – Palácio Guanabara, sede oficial do governo do Rio de Janeiro, na rua Pinheiro Machado (antiga rua Guanabara), no bairro de Laranjeiras, na zona sul da cidade do Rio de Janeiro. (Foto: Lucas Lacaz Ruiz/Folhapress)

Inicialmente com seis municípios e bairros da Zona Oeste do Rio de Janeiro, o bloco conta agora com novas cidades que não aderiram ao primeiro leilão. Até agora, mais 12 municípios já confirmaram a inclusão, são eles: Barra do Piraí, Bom Jardim, Bom Jesus do Itabapoana, Carapebus, Carmo, Itaperuna, Natividade, Macuco, Rio das Ostras, São Fidélis, São José de Ubá e Vassouras. O Governo convidou todos os municípios que não participaram e, até o lançamento do edital, novas cidades poderão aderir.

– A nova licitação do Bloco 3 é uma oportunidade para que mais 3 milhões de pessoas sejam atendidas pela concessão. Conseguimos ampliar o projeto e mais municípios decidiram participar, e ainda podemos ter novas adesões. Com o novo bloco 3, fechamos um ano muito importante para o Estado do Rio, serão duas grandes concessões que vão mudar a vida das pessoas, levando o saneamento e dignidade para gerações – disse o secretário de Estado da Casa Civil, Nicola Miccione.

Assim como no leilão realizado em abril, o banco também vai realizar a execução dos estudos, análise e consultoria em todas as etapas do projeto. Ligado ao Governo Federal, o BNDES é a instituição com maior expertise na realização de projetos de parceria público-privada (PPP) de esgotamento sanitário, entre outras atribuições.    

– Estamos renovando a parceria com o Governo do Estado do Rio de Janeiro confiantes na repetição do sucesso obtido na concessão dos demais blocos. Vamos executar o trabalho de reestruturação e modelagem do projeto para o Bloco 3, com a inclusão de novos municípios em relação à concepção original, podendo chegar a aproximadamente 3 milhões de pessoas atendidas. Mantemos como norte o equilíbrio entre o atendimento das necessidades da população, do poder concedente e a atratividade perante o mercado investidor – disse o diretor do BNDES, Fábio Abrahão

O novo bloco 3

– Cidades que já estavam no bloco: Rio de Janeiro (AP5 – 22 bairros da Zona Oeste), Itaguaí, Paracambi, Pinheiral, Piraí, Rio Claro e Seropédica.

– Novos municípios: Barra do Piraí, Bom Jardim, Bom Jesus do Itabapoana, Carapebus, Carmo, Itaperuna, Natividade, Macuco, Rio das Ostras, São Fidélis, São José de Ubá e Vassouras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: