fbpx

Governo deve decretar toque de recolher das 23h às 5h em todo o estado

Na manhã desta sexta, o governador Claudio Castro participará de duas rodadas de reuniões, primeiro com empresários e depois com prefeitos do estado, além de secretários e parlamentares. Como proposta, o governo, através da Secretaria estadual de Saúde, irá propôr medidas de endurecimento da restrição de atividades econômicas e circulação de pessoas. As principais são proibir permanência nas vias entre 23h e 5h em todo estado, fechar bares e restaurantes às 23h, escalonar horários de serviços e limitar público em diversos estabelecimentos.

As propostas serão debatidas durante as reuniões e, ao final, o governador anunciará, em coletiva de imprensa o que for decidido. A primeira reunião, com empresários, estava marcada para às 9h, mas só começou às 10h, o que deve atrasar todo o cronograma do dia. O encontro com prefeitos deveria começar às 10h30, o que tampouco aconteceu. Parte dos presentes permanecerá na segunda reunião, como o secretário estadual de Saúde Carlos Alberto Chaves.

Entre os empresários, estão no Palácio Guanabara representantes do Sindicato de Bares e Restaurantes do Rio (SindRio), da Fecomércio, do MetrôRio, da Associação Brasileira de Hotéis (ABH), da Associação de Supermercados do Rio (Asserj), da Associação Brasileira de Shoppings (Abrasce), da Associação Comercial do Rio (ACRJ), da Supervia e da Firjan. Secretários estaduais da Polícia Militar, de Transporte, da Casa Civil, de Turismo e de Desenvolvimento Econômico também estão participando. Entre parlamentares, há deputados próximos do governo, como Rodrigo Amorim (PSL), Marcio Pacheco (PSC) e Leo Vieira (PSC).

Já na rodada seguinte, entrarão à reunião prefeitos das cidades da Região Metropolitana, incluindo Baixada Fluminense, Niterói, Maricá, Itaboraí e São Gonçalo, além de Eduardo Paes.

Segundo um interlocutor do Palácio Guanabara, na introdução da reunião, o secretário Chaves usou tom moderado para falar sobre a situação epidemiológica do Rio, dando números positivos, como taxa sob controle de ocupação de leitos, de acordo com o governo e afirmou que não há “cenário de colapso”. Mas, por outro lado, Chaves destacou o aumento das internações nas últimas semanas e a piora na avaliação de risco epidemiológico.

Nesta sexta, O GLOBO mostrou que, das oito regiões de saúde do estado, em quatro a ocupação de UTI para Covid já está acima dos 80%. Além das medidas, o governo pretende aumentar as propagandas de conscientização para população, com gastos de cerca de R$30 milhões.

Veja as propostas

As sugestões e recomendações propostas pelo governo são:

– vedada a permanência nas vias do Estado de 23h às 5h

– limitar ocupação de eventos, festas e atividades transitórias.

– fechar bares e restaurantes às 23h

– pista de dança fechada

– música ao vivo pode

– escalonamento dos serviços

– parques com 50% de ocupação

– academia com 50% de ocupação

– ônibus: aumentar fiscalização, como ação preventiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: