Governadores do Nordeste aguardam aval da Anvisa para importar Sputnik V

O Consórcio de Governadores do Nordeste se reuniu na 4ª feira (07.abr.2021) com representantes da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para discutir a importação de 66 milhões de doses da vacina russa contra a covid-19 Sputnik V.

O governador do Piauí e presidente do consórcio, Wellington Dias (PT) explicou que, no momento, a falta do aval da agência reguladora ainda é um impedimento para a chegada de doses. Dias, no entanto, comemora o resultado do encontro realizado.

“Tivemos uma vitória importante com a Anvisa, que é separar os processos de importação pelo Ministério da Saúde, pela União Química e pelo Consórcio do Nordeste” disse o governador à CNN“Queremos o cumprimento da lei 124 de 2021, que reconhece a situação de calamidade e adota medida em que é possível autorização excepcional de vacinas desde que aprovada por outra agência reguladora de uma lista estabelecida pelo Congresso.”

Wellington Dias disse que está em contato com as autoridades da Argentina, onde a Sputnik V já foi aprovada. A ideia dos governadores é pedir dados sobre os estudos que foram realizados sobre a vacina russa para remetê-los à Anvisa.

A governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), afirmou que a compra dessas vacinas deverá integrar o PNI (Plano Nacional de Imunização) e que os valores serão ressarcidos pelo governo federal.

“O que nós, Estados do Nordeste, estamos fazendo em busca dessa negociação com o Fundo Soberano Russo é trazer mais vacinas. O Brasil está muito atrasado. Essa lentidão se deve à falha na condução do enfrentamento à pandemia, por parte do governo federal. A política diplomática, totalmente equivocada, que acabou contribuindo em muito para esse atraso”, afirmou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: