Germán Cano, do Fluminense, é eleito Rei da América em 2023

Germán Cano, do Fluminense, foi eleito neste domingo (31) como Rei da América em 2023 pelo jornal “El País”. O artilheiro da Libertadores confirmou seu favoritismo e faturou o prêmio com ampla vantagem para os demais colocados. Jhon Arias, também do Fluminense, foi o segundo colocado, seguido por Luis Suárez, do Grêmio, e De La Cruz, do River Plate.
Protagonista em 2023, Cano atingiu a marca de 40 gols pelo segundo ano consecutivo. O argentino entrou para história ao ser principal jogador da conquista inédita do Fluminense na Libertadores.
Cano é o 14º jogador a ser eleito Rei da América jogando no Brasil. Em 38 edições, é a primeira vez que um atleta do Fluminense fatura o prêmio.

Além de escolher o Rei da América, o “El País” também montou a seleção da América do Sul em 2023, que conta com outros três jogadores do Flu e o técnico Fernando Diniz. A escalação tem Sérgio Romero (Boca Juniors), Advíncula (Boca Juniors), Nino (Fluminense), Gustavo Gómez (Palmeiras), Piquerez (Palmeiras), André (Fluminense), De La Cruz (River Plate), Alan Patrick (Internacional), Jhon Arias (Fluminense), Luis Suárez (Grêmio), Gérman Cano (Fluminense), técnico: Fernando Diniz (Fluminense).

Para fazer a eleição, o jornal uruguaio ouviu a opinião de 250 jornalistas. Eles opinaram sobre melhor jogador, a melhor jogadora, o melhor treinador e seleção, considerando o período de janeiro e dezembro de 2023.

Veja a lista de vencedores do Rei da América:
2023 – Cano (ARG) – Fluminense

2022 – Pedro (BRA) – Flamengo

2021 – Julián Álvarez (ARG) – River Plate
2020 – Marinho (BRA) – Santos
2019 – Gabriel Barbosa (BRA) – Flamengo
2018 – Gonzalo Martínez (ARG) – River Plate
2017 – Luan (BRA) – Grêmio
2016 – Miguel Borja (COL) – Atlético Nacional
2015 – Carlos Sánchez (ARG) – River Plate
2014 – Teófilo Gutiérrez (COL) – River Plate
2013 – Ronaldinho Gaúcho (BRA) – Atlético-MG
2012 – Neymar (BRA) – Santos
2011 – Neymar (BRA) – Santos
2010 – D’Alessandro (ARG) – Internacional
2009 – Verón (ARG) – Estudiantes
2008 – Verón (ARG) – Estudiantes
2007 – Salvador Cabañas (PAR) – América do México
2006 – Matías Fernández (CHI) – Colo-Colo
2005 – Carlos Tévez (ARG) – Corinthians
2004 – Carlos Tévez (ARG) – Boca Juniors
2003 – Carlos Tévez (ARG) – Boca Juniors
2002 – Cardozo (PAR) – Toluca
2001 – Juan Román Riquelme (ARG) – Boca Juniors
2000 – Romário (BRA) – Vasco
1999 – Javier Saviola (ARG) – River Plate
1998 – Martín Palermo (ARG) – Boca Juniors
1997 – Marcelo Salas (CHI) – River Plate
1996 – Chilavert (PAR) – Vélez Sársfield
1995 – Enzo Francescoli (URU) – River Plate
1994 – Cafu (BRA) – São Paulo
1993 – Carlos Valderrama (COL) – Junior Barranquilla
1992 – Raí (BRA) – São Paulo
1991 – Oscar Ruggeri (ARG) – Vélez Sársfield
1990 – Raúl Amarilla (PAR) – Olimpia
1989 – Bebeto (BRA) – Vasco
1988 – Ruben Paz (URU) – Racing Club
1987 – Carlos Valderrama (COL) – Deportivo Cali
1986 – Antonio Alzamendi (URU) – River Plate

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *