fbpx

Frota vai ao STF e pede investigação de suposta ameaça de Braga Netto

O deputado federal Alexandre Frota (PSL) protocolou o pedido de petição criminal no STF (Supremo Tribunal Federal) na 5ª feira (22.jul.2021). O pedido é para investigação ao ministro da Defesa, general Walter Souza Braga Netto após suposta declaração publicada pelo jornal Estado de São Paulo nesta 5ª (22.jul).

Frota compartilhou o documento em seu perfil oficial no Twitter nesta 6ª (23.jul).

Leia o pedido de petição criminal protocolado por Frota:

AUTORIDADES NEGAM RELATO DE JORNAL

O ministro da Defesa disse ao Poder360 na manhã desta 5ª feira (22.jul.2021) que é “mentiroso” o relato sobre ter ameaçado bloquear as eleições de 2022 caso o Congresso não aprove o voto impresso auditável em urnas eletrônicas.

Segundo reportagem do jornal O Estado de São Paulo, Braga Netto teria enviado “um duro recado” ao presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), no último dia 8 de julho, “por meio de um importante interlocutor político”. Segundo o Estadão, “O general pediu para comunicar, a quem interessasse, que não haveria eleições em 2022, se não houvesse voto impresso e auditável. Ao dar o aviso, o ministro estava acompanhado de chefes militares do Exército, da Marinha e da Aeronáutica”.

O presidente da Câmara, contatado pelo Poder360, respondeu dizendo que o episódio não procede: “Mentira. Absurdo. Você acha que tem cabimento algo assim? Acha que pode haver golpe. Isso não existe. E chama a atenção que essa história vem no dia seguinte ao anúncio do Ciro Nogueira indo para Casa Civil, com o governo caminhando para a política. Não existe essa história de golpe”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: