Flamengo publica balanço financeiro da temporada 2020; veja números

O Flamengo publicou na manhã desta quinta-feira o balanço financeiro referente à temporada 2020 – que foi esticada até os primeiros meses do ano de 2021 em função da pandemia.

No relatório, o clube rubro-negro informa que faturou R$ 756 milhões, uma queda de 20,5% em comparação com 2019, quando fechou o ano com R$ 950 milhões. A redução se dá principalmente pela ausência de bilheteria nos jogos e pela queda brusca no quadro de sócios-torcedores.

– Os efeitos da Covid-19 poderão se estender nos resultados do Clube para o exercício de 2021, porém administrado da mesma forma como foi em 2020 – diz um trecho do balanço.

Arquibancada Gávea Flamengo ginásio Togo Renan Soares — Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Como resultado disso, o clube apurou um prejuízo de R$ 106,92 milhões em 2020. Um fator a ser levado em conta é que o Flamengo teve receitas postergadas para 2021 – por exemplo, cerca de R$ 87 milhões em direitos de transmissão.

Principais receitas do Flamengo

ReceitasValor (em milhões de R$)
Direitos de TV e premiações264
Patrocínios e licenciamentos143
Bilheteria, Sócio-Torcedor e estádio92
Social34

A bilheteria foi a linha de receita mais afetada pela pandemia de coronavírus. O Flamengo teve receita de R$ 92 milhões com operações de jogos, incluindo bilheteria, estádio e sócio-torcedor. Para comparação, em 2019 a receita foi de R$ 175,4 milhões.

Em contrapartida, o Flamengo conseguiu reduzir os custos operacionais também com relação a 2019: R$ 552 milhões em 2020 contra R$ 666 milhões no ano anterior. Durante a pandemia, o clube precisou demitir dezenas de funcionários para conter os gastos e enxugou os quadros, principalmente o de operação de jogos.

Nos gastos com salários de todo o clube, o valor caiu de R$ 278 milhões em 2019 para R$ 236 milhões em 2020. As despesas com realizações de jogos passaram de R$ 87 milhões para R$ 30 milhões.

Clube oficializa valores de contratações

O clube também detalhou gastos nas contratações de jogadores durante a temporada de 2020, tanto em comissões quanto em compra de direitos econômicos. Gabigol, por exemplo, custou R$ 90 milhões e mais R$ 6 milhões de comissão:

O Flamengo ainda tem a receber R$ 99 milhões em vendas de jogadores no ano. A maior parte desta receita ainda diz respeito à negociação de Reinier com o Real Madrid.

No documento, o clube também adiantou algumas negociações realizadas no início de 2021. Nelas, está incluída a compra de Pedro por 14 milhões de dólares (R$ 88 milhões na cotação utilizada), além das vendas de Lincoln e Yuri César e do empréstimo de Bill ao Dnipro, da Ucrânia. Estas operações renderam, ao todo, 8,8 milhões de dólares ao Flamengo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: