Flamengo promove adaptação de Vidal e quer tê-lo à disposição nas três competições, mesmo sem titularidade

Aos 35 anos, Arturo Vidal vai para o quinto jogo seguido pelo Flamengo em duas semanas, neste sábado, 20h30, diante do São Paulo, fora de casa, pelo Brasileiro. O veterano terá a segunda oportunidade como titular, em meio a uma estratégia do clube de tê-lo à disposição sempre, nas três competições, mas de forma dosada, assim como faz com todo o elenco.

A ideia da comissão técnica e do departamento médico do Flamengo é usar o melhor do jogador enquanto promove sua adaptação ao calendário brasileiro. Nos primeiros dias no novo clube, Vidal se deparou com uma carga de trabalho elevada no dia a dia, e mesmo que tenha um perfil de raça e dedicação, não pode ser sobrecarregado.

Desta forma, o técnico Dorival Júnior tem usado o reforço com inteligência. E priorizado a inteligência de Vidal, deixando em segundo plano o seu vigor físico, que nã é o mesmo. A participação do jogador nas últimas partidas ajuda a explicar. Contra o Corinthians, Vidal entrou no fim do segundo tempo e atuou por 17 minutos, ocupando em sua maioria o campo de ataque, com trocas de passes pela esquerda. A perseguição dos adversários ficou mais a cargo do jovem João Gomes, que saiu para a entrada do experiente volante.

Quando iniciou a partida diante do Atlético-GO, atuou por 73 minutos e, aí sim, ao lado de Diego, Vidal teve função mais defensiva, sem deixar de fazer a transição ao ataque. Será novamente essa a configuração da equipe para o jogo de logo mais. Apesar de uma formação alternativa experiente, o Flamengo contará também com os garotos Victor Hugo e Lázaro, que têm sido utilizados no Brasileiro com maior minutagem. Para Vidal, o plano é dosar o tempo mesmo em partidas em que for titular.

Na estreia contra o Avaí, pelo Brasileiro, o meio-campo jogou só 12 minutos, passando a 30 na Copa do Brasil diante do Athletico. No segundo jogo do Brasileiro, foram 73, na goleada sobre o Atlético-GO, e contra o São Paulo não está descartado atuar por todo o confronto, se necessário.

Se houver possibilidade de preservar o jogador, será feito, assim como com os demais. Com iso, o Flamengo mantém o departamento médico quase vazio, sem problemas musculares, e segue na busca pelas três competições que disputa. Em breve, Dorival poderá usar Pulgar e Varela, já regularizados, mas também inseridos em um processo de adaptação física para poderem ficar à disposição nos jogos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.